sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011


Como evitar que este amor continue crescendo ? Sem razão, sem porque, sem direção…

Concluo que um dos melhores mistérios da vida é esta falta de respostas para as coisas do coração. O que dói, também é belo e floresce. O que tem todos os motivos do mundo para existir, também não tem motivo nenhum.

E o que tem tudo para dar certo, simplesmente não dá… Talvez pela exatidão que existe, onde só o que flui é aquilo que desencontra.

Eis o desencontro do encontro exato. Foi inevitável.

Eis o melhor mistério da vida.

Aperto no peito. Friozinho da barriga. Coração acelerado. Mãos que deslizam. Pernas inquietas. Lágrimas sem controle. Mente produtiva. Amor maior do mundo. Dor que maltrata. Intensas vontades que não são realizadas. Sonhos incontroláveis de um futuro feliz. Sorrisos largos e sinceros com os mínimos gestos de afeto. Saudade, muita saudade. Largar tudo e ir lá, só pra dar um abraço e olhar no fundo dos olhos ao perguntar: As estrelas ainda estão floridas ?

Ah, deve existir um motivo pra tudo isso. Um motivo maior. Não acredito que o que amamos é arrancado de nós assim, só pra deixar um buraco.

O amor foi inevitável. O desencontro foi inevitável. E a volta do sorriso e das flores nas estrelas ? Será inevitável ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.
Fico feliz, volte sempre =D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...