quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Biografia Caio Fernando Abreu

Caio Fernando Abreu iniciou os cursos de Letra e Artes Cênicas, ambos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mas abandonou ambos para trabalhar como jornalista de revistas como Nova, Manchete, Veja e Pop. Também colaborou com jornais como O Correio do Povo, Zero Hora, Folha de São Paulo e O Estado de São Paulo.

Perseguido pelo DOPS, refugiou-se na casa a escritora Hilda Hist. Exilou-se voluntariamente na Europa, Espanha, Suécia, Paises Baixos, Inglaterra e França, retornando a Porto Alegre em 1974.

Também morou no Rio de Janeiro e São Paulo. Retornou à França mas após descobri-se portador do HIV, retornou a casa dos seus pais em Porto Alegre até a sua morte.

Bibliografia:
Inventário do Irremediável, contos;
Limite Branco, romance;
O Ovo Apunhalado, contos;
Pedras de Calcutá, contos;
Morangos Mofados, contos;
Triângulo das Águas, novelas;
As Frangas, novela infanto-juvenil;
Os Dragões não conhecem o Paraíso, contos;
A Maldição do Vale Negro, peça teatral;
Onde Andará Dulce Veiga?, romance;
Dov\'è finita Dulce Veiga?, novela;
Bien loin de Marienbad, novela;
Molto lontano da Marienbad, contos;
Ovelhas Negras, contos;
Mel & Girassóis, antologia;
Estranhos Estrangeiros, contos;
Pequenas Epifanias, crônicas;
Teatro Completo;
Cartas, correspondência;
I Draghi non conoscono il Paradiso, contos;

Teatro
O homem e a mancha
Zona contaminada

Tradução
A arte da guerra, de Sun Tzu, 1995 (com Miriam Paglia).
A balada do café triste, de Carson McCullers, 1991.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.
Fico feliz, volte sempre =D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...