segunda-feira, 31 de janeiro de 2011


Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades sejam impermanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz (...)

"No meu temperamento vai um pouco de pimenta. Não é todo mundo que gosta. Não é todo mundo que aguenta." (Pedro Pondé)

"Há algo na sua essência que me agrada,me acalma, e diverte!"

"...nenhuma carga me fará baixar a cabeça. Quero ser diferente, eu sou, e se não for, me farei."

"Tô bem assim, bem indiferente. O coração, um cáctus. Não me importo mais."

"Divida essa sua juventude estúpida com a gatinha ali do lado, meu bem."

"Não estou radiante de felicidade, mas estou sereno."

"Um desanimo. Uma lerdeza. Um oco."

"O que te dizer? Que te amo, que te esperarei um dia numa rodoviária, num aeroporto, que te acredito, que consegues mexer dentro-dentro de mim?"

"estou ficando bonito, saudavel e corado. Uma Gracinha. Agora só me falta mesmo um Grande Amor, assim mesmo com Maiusculas"



"Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém."

"É fácil não dizer, difícil é não sentir."

"Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Fui ser feliz, e não volto!"

"Às vezes tenho vontade de sair por ai destruindo corações, pisando em sentimentos alheios.."

"tá certo que o sonho acabou, mas também não precisa virar pesadelo, não é?"

" Para provar novos chás, é preciso esvaziar a xícara. "

"Não se perca, não se esqueça. Viver bem é a melhor vingança!"

"Eu estou vivendo uma coisa muito boa. Aquela coisa que a gente suspeita que nunca vai acontecer. Aconteceu!"

"Concluí que talvez justamente esse seja o grande desafio da minha vida. E vamos lá. Adoro desafios."



"Se não for hoje, um dia será. Algumas coisas, por mais impossíveis e malucas que pareçam, a gente sabe, bem no fundo, que foram feitas pra um dia dar certo."

sábado, 29 de janeiro de 2011


"Amamos de verdade quando nos apaixonamos pelos defeitos, pois não importa a intensidade das qualidades, se um defeito for pesado demais o amor não consegue andar para frente".

"Deus... Põe teu olho amoroso sobre todos os que já tiveram um amor e de alguma forma insana esperam a volta dele: que os telefones toquem, que as cartas finalmente cheguem..." (Caio Fernando Abreu). P.S.: Porque o amor merece ser vivido!

"Vou guardar tuas cores... Vou te guardar comigo... Teu sorriso eu vou deixar na estante pra eu ter um dia melhor..." (O Teatro Mágico) -


Pq eu faço isso comigo?
Isso é masoquismo....
"Existem cinco bilhões de pessoas nesse planeta. Mas a gente acaba se apaixonando por uma pessoa determinada e não quer trocá-la por nenhuma outra" (Jostein Gaarden) - Eu escolheria você, se tivesse controle do coração. Sim, Endrio, eu ainda escolheria você. E escolho todos os dias, pra sempre. :(

“São as nossas almas que se amam e vão se amar… Pra sempre” *É um amor da alma de outras vidas, lembra?


Lembranças

Lembro da primeira vez q conversamos, fui tudo tão incrível,tão verdadeiro, tão intenso.
Lembro do dia q vc me pediu em namoro, nuss foi o dia mais feliz da minha vida 22/12/2009, fiquei surpresa, feliz uma mistura de sentimentos.
Lembro do dia em q nossos netos nasceram(nem sei se posso chama-los assim) foi tão especial, vc me mandando sms pra avisar achei lindo.
Lembro como você prestava atenção no que eu falava, nas histórias que eu contava lembro do seu interesse em tudo e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro do seu amor, do seu carinho pelas minhas filhas,mesmo não sendo filhas legitimas sua, vc as tratava como tal e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro do seu carinho imenso por Brendha(sua filhota) e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo..
Lembro das frases no msn e no orkut.
Lembro do seu ciúme.
Lembro do seu carinho.
Lembro o quanto dizia me amar
Lembro dos nossos planos.
Lembro do nosso filho(q teríamos)
Lembro do ano novo q passou comigo ali no msn, nus me senti a mulher mais amada naquele momento.
Lembro da sua preocupação a respeito da minha alimentação.
Lembro de ouvir como você faria para chegar até os nossos sonhos, como você estudaria e em que iria trabalhar pra realizar tudo mais rápido e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro q em 6 dias estávamos completamente apaixonados um pelo outro,mas lembro tbm do meu medo:(
Lembro do meu medo de você falar de mim pro seus pais, e eles não me aceitarem.
Lembro quando me perguntava como foi meu dia, e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro como sabia quando eu não estava bem,mesmo longe vc era o único q me conhecia como ngm.
Lembro dos "nossos" livros da"Saga crepúsculo" vc o Edward e eu a Bella(engraçado)
Lembro do dia q eu te disse q só faltava termos uma musica, ai você escolheu "Foi Deus"(Cupim na Mesa) llinda.
Lembro quando você me cobrava sms, eu amava quando você fazia isso, porque assim, eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro quando escolhemos o nome do nosso neto rsrsrs Bili.
Lembro daquela foto que eu tanto amo(é ainda amo) achei apaixonante e foi através dela que tudo começou.
Lembro da caixinha, da aliança, a prova do nosso amor.
Lembro dos sms de manhã antes de eu ir trabalhar, e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro das ligações (sinto falta delas).
Lembro o quanto me ajudava em matemática(rsrs)
Lembro que no dia q vi meu nome no jornal(sobre o curso)você foi o primeiro que liguei pra avisar.
Lembro da mensagem no dia do meu aniversário, e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro do seu carinho, do seu respeito, da sua dedicação com o nosso namoro e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro de cada detalhe do seu blog, do seu carinho, das suas palavras, do seu amor.
Lembro de quantas vezes você voltou atras nas suas decisões.
Lembro da cirurgia q vc fez:/ o quanto eu queria estar com vc naquele momento.
Lembro como eu amava(ainda amo)seu sorriso, sua boca, seus olhos.
Lembro de quando você me ligava e me chamava de "moreco".rsrrs e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro de como você falava como seria quando morássemos juntos e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo..
Lembro de como você me dizia o quanto eu era importante pra você e naquele momento eu me sentia a mulher mais amada do mundo..
Lembro que cada vez que você me chamava por um dos inúmeros apelidos carinhosos e só nossos , eu me sentia a mulher mais amada do mundo.
Lembro de muitas coisas, q vão ficar guardadas no meu coração pra sempre.Sei que nunca vai ler isso aqui, mas nada q está aqui é pra você ler , isso tudo é pra mim mesma.Eu preciso e necessito desabafar comigo mesma.Eu te amo, e sempre te amarei, mesmo sabendo que você ama outra,que deseja outra, que esta com outra.



Eu queria esquecer q vivemos, pois eu acho que você já esqueceu(tenho quase certeza). Lembrar de todos esses momentos, por mais lindos e felizes que tenham sido, só me faz chorar com vontade de andar pra trás só pra encontrar e juntar o que se perdeu.
Você poderia passar dias, meses ou até nunca ter dito que me amava e mesmo assim eu ainda me sentiria a mulher mais amada do mundo.

E hoje, só hoje, eu descobri que as palavras não valem nada. :(

Esse texto teve mudanças, mas foi baseado no texto da Florisbella Flor.(Os dias sem ele)

:(


Talvez nem eu saiba o tamanho do amor que tenho em mim. O que tenho certo em mim, é o quanto te quero ao meu lado.

E quero muito… só que querer muito, nesses 117 dias, só me fizeram mal.

Nunca passei por isso de perder alguém tão especial na minha vida e não sei muito bem como lidar com isso. Só faço tudo errado. E em vez de ter trago vc pra mim, só te afastei cada vez mais…

Tenho que conseguir te deixar ir. E eu vou. Não posso mais fazer isso comigo, com esse amor. Era pra ser bom, mas por algum motivo tem sido muito ruim.

Vai… pode voltar se quiser, mas estou deixando você ir.

“Eu sei que vou te amar. Por toda a minha vida eu vou te amar.”

TE AMO MAIS QUE DEMAIS , MAIS QUE CHOCOLATE , MAIS QUE O VERÃO , MAIS QUE AQUELA CHUVINHA GOSTOSA DE FIM DE TARDE , MAIS QUE O POR-DO-SOL , te amar me traz felicidade , TE AMO



Já falei isso uma vez pra uma pessoa,nuss ainda bem q ele não tem mais acesso ao blog...afff

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Se a esperança é a última que morre, porque diabos ela morreu antes do meu amor ?
19 Dias -- Esquecer, é necessário.............
19 DSE :(

Já assistiram O Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças ?

  • (Este post contém spoiler sobre o filme, portanto, se ainda não o viu e pretende ver, é melhor parar por aqui).

É a história do amor de Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet).

Amor vivido intensamente e de forma tumultuada, como a maioria dos amores e não deixando de desejar que seja eterno. A química entre os dois é incrível, mas… todo amor tem que ter um mas… A vida e suas complexidades.

Após desencontros e desventuras de todo o amor vivido pelos dois, Clementine decide se submeter à um procedimento (fictício, claro, isso não existe na vida real) criado por um Doutor que propõe apagar lembranças. Clementine apaga Joel da sua memória, não só as dores mas as alegriastambém, tudo que pudesse lembrar que ele fez parte da sua vida.

Joel a encontra e além de vê-la com um novo namorado, ela o trata como um completo estranho. Ele, após investigar o que houve, descobre que ela o apagou e fica desesperado, revoltado e desiludido. Decide procurar este tal Doutor para também apagar Clementine da sua memória.

Grande parte do filme relata o momento em que Joel é submetido ao procedimento, que dura algumas horas enquanto ele “dorme”. Mas, Joel está “consciente” e acompanha todo o processo dentro de si mesmo. E enquanto ele assiste suas lembranças com Clementine sendo apagadas, ele percebe o quanto ainda a ama. Ele começa a tentar impedir que a equipe deste Doutor continue, mas ele está “dormindo”. “Acordado” ele está somente dentro de si mesmo, da sua mente, das suas lembranças. O que vemos é uma fuga dentro dos labirintos das memórias dele, correndo contra o tempo, onde Joel tenta esconder Clementine nas áreas mais profundas do seu inconsciente. Usa estratégias e artifícios para escondê-la na sua infância, quando ele ainda não a conhecia. É avassalador e angustiante acompanhar a luta caótica de Joel para que ele não perca o que quis perder. Represento o nó que senti com uma frase dita por ele, ao ver uma boa lembrança dela sendo apagada:

- Por favor, por favor! Deixe-me guardar só esta lembrança! Só esta…

Faz pensar o quão doloroso pode ser apagar alguém da memória, ver o amor e os bons momentos se esvaindo, mesmo que o momento de tristeza atual peça isso. É como se perder a pessoa fosse bem menos doloroso do que perder tudo de bom que ela representou um dia.

O mais interessante é presenciar Joel diante de certas lembranças e ver tudo de uma ótica bem diferente da anterior. Joel e Clementine não são Romeu e Julieta. Ele é um cara certinho e tímido. Ela é extrovertida e louca, durante o filme aparece com umas 5 cores de cabelo diferentes. São duas pessoas bem diferentes, cada um com seus defeitos, suas falhas, suas manias, seu jeito de ser. E como a maioria, querem somente o lado bom um do outro. Mostrando o quanto é difícil tolerar certas coisas da outra pessoa. No momento da perda das lembranças, onde Joel assiste a tudo, acredito que ele se vê diante de situações em que a flexibilidade e a aceitação eram bem simples e possíveis. Ele percebe que apesar das dificuldades dos dois, dos problemas, das brigas, ela foi a melhor coisa que aconteceu na vida dele. O amor dos dois não é idealista, é realista… aquele que vê todos os conflitos e mesmo assim ainda vale a pena.

Esquecer dói mais do que lembrar. Lembrar não é perder, esquecer é. Somos produtos das nossas lembranças. A partir delas, sejam boas ou ruins, construímos o que chamamos de Eu.

No caso das lembranças amorosas, no meu caso e no caso de todas as histórias de amor que eu conheci, não existe amor que seja feito somente de dor e lembranças ruins. Antes de doer, um dia, foi bom. Quando leio histórias de amor de meninas que conheci através deste blog, eu sempre as vejo falar coisas lindas que aconteceram um dia. Palavras bonitas, gestos, romantismo, carinhos, olhares, silêncios, viagens, conversas, enfim, uma série de momentos tão lindos que fazem elas e eu mesma questionar onde tudo isso foi parar, em que momento tudo se perdeu. E parece que por melhores que sejam as lembranças, pior é a dor do momento atual, do fim. É uma dor que parece não ter fim, toma conta de tudo ao ponto de tirar todo o sentido do viver. Isso faz eu pensar se seria da mesma forma, caso as lembranças fossem todas ruins. Acredito que não. Pelo menos no meu caso, acabar com algo que só foi ruim, é um alívio, uma libertação, nunca uma dor.

Sei que boas lembranças também podem doer muito no presente pelo simples fato de não existirem mais. Por só restar uma saudade… aquela vontade nostálgica de voltar pro passado e viver tudo de novo. Sei que dói. Mas dói tanto assim ao ponto de valer a pena apagá-las definitivamente da memória ? Apagar a memória não apaga o sentimento.

O final do filme é surpreendente. Bom para os que acreditam no destino, ou na força do amor verdadeiro.

No fim do procedimento, Joel deixa uma pista pra ele mesmo: Montauk.

É um lugar… uma praia… e num belo dia ele acorda, sem entender o porquê deve fazer isso, de alguma forma ele sabe que não deve ir ao trabalho e só pensa que deve ir a Montauk. E, mudando o caminho do trabalho, ele segue pra Montauk. Lá, ele reencontra Clementine. Dois completos estranhos se conhecem novamente.

Uma das integrantes da equipe daquele Doutor (motivada pela raiva ao saber que foi apagada também), reúne uma série de provas e fitas com depoimentos de pessoas que passaram pelo procedimento. E Joel e Clementine descobrem que se apagaram um da memória do outro. Eles não sabem os motivos, ficam confusos… mas mesmo assim, (re) escrevem uma nova memória, uma nova história.

É um grande filme. Já perdi as contas de quantas vezes assisti. Pena que sou meio Clementine, as vezes impulsiva como ela, histérica como ela. O bom é que com calma, como agora, eu sou meio Joel, e consigo refletir como nós colocamos o outro no relacionamento. Como é difícil a convivência e todas as coisas envolvidas. Como estamos fechados para a aceitação. Mas, como é fácil olhar as coisas de outro angulo e ver que tudo é simples de ser resolvido. Não devemos esperar só o bom do amor e da outra pessoa porque nada é perfeito, muito menos quem está do nosso lado. Precisamos aprender a entender que nada nem ninguém deve ser da forma que queremos, que o mundo não deve se adaptar a nós e que essa forma mimada de ver a vida, não acaba com o amor, mas o afasta. Talvez volte um dia, quem sabe.

Assim como Joel e Clementine. O amor verdadeiro, mesmo diante de todas as adversidades, problemas, defeitos, erros e até do esquecimento das lembranças, é destinado a acontecer.

“ Fui dormir umas vezes, tão feliz, que, se soubesse minha força, levitava .
Em outras, tanta foi a tristeza que fiz versos.”

Eu Vou Ser - Avril Lavigne

Não há nada que eu possa dizer para você
Nada que eu poderia fazer para te fazer enxergar
O que você significa para mim
Toda a dor, as lágrimas que eu chorei
Ainda assim você nunca disse adeus e agora eu sei
O quão distante você está

Eu sei que eu te decepcionei
Mas não é mais assim agora
Desta vez eu não deixarei você ir embora

E eu vou ser tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Por toda a minha vida
Estarei com você para sempre
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem

Eu pensei que tinha tudo
Eu não sabia o que a vida poderia trazer
Mas agora eu vejo, sinceramente
Você é única coisa que eu acertei
O único que eu guardo dentro de mim
Agora eu posso respirar, porque você está aqui comigo

E se eu te decepcionei
Eu vou mudar isso
Porque eu nunca deixarei você ir embora

E eu vou ser tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Por toda a minha vida
Estarei com você para sempre
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem

Porque sem você
Eu não posso dormir
Eu nunca, nunca deixarei você partir
Você é tudo o que eu tenho,
Você é tudo o que eu quero
Yeah
E sem você,
Eu não sei o que faço
Eu não posso, nunca viver um dia sem você
Aqui comigo, você percebe?
Você é tudo o que eu preciso

E eu vou ser tudo o que você quiser
E me recompor
Pois você faz com que eu não caia aos pedaços
Por toda a minha vida (minha vida)
Estarei com você para sempre
Para fazer com que você siga com o dia
E fazer tudo estar bem!

Por que as pessoas entram na sua vida?

Pessoas entram na sua vida por uma "Razão", uma "Estação" ou uma "Vida Inteira". Quando você percebe qual deles é, você vai saber o que fazer por cada pessoa.

Quando alguém está em sua vida por uma "Razão"... é, geralmente, para suprir uma necessidade que você demonstrou. Elas vêm para auxiliá-lo numa dificuldade, te fornecer orientação e apoio, ajudá-lo física, emocional ou espiritualmente. Elas poderão parecer como uma dádiva de Deus, e são! Elas estão lá pela razão que você precisa que eles estejam lá. Então, sem nenhuma atitude errada de sua parte, ou em uma hora inconveniente, esta pessoa vai dizer ou fazer alguma coisa para levar essa relação a um fim. Ás vezes, essas pessoas morrem. Ás vezes, eles simplesmente se vão. Ás vezes, eles agem e te forçam a tomar uma posição. O que devemos entender é que nossas necessidades foram atendidas, nossos desejos preenchidos e o trabalho delas, feito. As suas orações foram atendidas. E agora é tempo de ir.

Quando pessoas entram em nossas vidas por uma "Estação", é porque chegou sua vez de dividir, crescer e aprender. Elas trazem para você a experiência da paz, ou fazem você rir. Elas poderão ensiná-lo algo que você nunca fez. Elas, geralmente, te dão uma quantidade enorme de prazer... Acredite! É real! Mas somente por uma "Estação".

Relacionamentos de uma "Vida Inteira" te ensinam lições para a vida inteira: coisas que você deve construir para ter uma formação emocional sólida. Sua tarefa é aceitar a lição, amar a pessoa, e colocar o que você aprendeu em uso em todos os outros relacionamentos e áreas de sua vida. É dito que o amor é cego, mas a amizade é clarividente. Obrigado por ser parte da minha vida.

Pare aqui e simplesmente SORRIA.

"Trabalhe como se você não precisasse do dinheiro,
Ame como se você nunca tivesse sido magoado, e dance como
se ninguém estivesse te observando."

"O maior risco da vida é não fazer NADA."

Sutilmente-

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
Quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
Quando eu estiver fogo
Suavemente se encaixe

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti

E quando eu estiver triste
Simplesmente me abrace
E quando eu estiver louco
Subitamente se afaste
E quando eu estiver bobo
Sutilmente disfarce
Mas quando eu estiver morto
Suplico que não me mate, não
Dentro de ti, dentro de ti

Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti
Mesmo que o mundo acabe, enfim
Dentro de tudo que cabe em ti.

Sumi porque só faço besteira em sua presença, fico mudo
quando deveria verbalizar, digo um absurdo atrás do outro quando
melhor seria silenciar, faço brincadeiras de mau gosto e sofro
antes, durante e depois de te encontrar.
Sumi porque não há futuro e isso não é o mais difícil de
lidar, pior é não ter presente e o passado ser mais fluido que o ar.
Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é
covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque
sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,
pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu
lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua
desajeitada e irrefletida permanência.

Com ou Sem Você - Strike

Eu não consigo acreditar em tudo que você falou pra mim.
Que eu não levo nada a sério
E que eu nunca vou mudar, e assim não dá.
É difícil ter que me imaginar, sem você
Pra deixar as coisas todas num lugar em volta.

Eu sei que ainda não é o fim
Eu sei que ainda não é o fim
Sei que é difícil de aceitar
Mas não me deixe.

Eu não sei o que é que eu fiz pra te deixar assim
Mas faço qualquer coisa pra você voltar pra mim
Eu sinto a sua falta
É difícil ter que te imaginar com alguém que possa te fazer mais feliz que eu
Porque não volta?

Eu sei que ainda não é o fim
Eu sei que ainda não é o fim
Sei que é difícil de aceitar, mas não me deixe. x2

Sei que a noite refletiu
O que eu tento esquecer
Já que se permitiu
Não dá mais pra se arrepender
E se o final tem o início aqui
Deixe tudo acontecer
Nunca é tarde pra recomeçar a viver
Com ou sem você

Eu sei que ainda não é o fim
Eu sei que ainda não é o fim
Sei que é difícil de aceitar, mas não me deixe.

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

‎"Às vezes, quando sentimos a falta de alguém, parece que
o mundo inteiro está vazio de gente."

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Arquive as pessoas reais, ainda que virtuais. Arquive, aquelas que cederam carinho, tempo, palavras, conselhos, a mão, o coração. Pessoas que, de um jeito ou de outro, ajudaram você a ser um melhor, que te fizeram crescer em sabedoria e sentimentos.

Ela une todas as coisas - Jorge Vercilo

Ela une todas as coisas
como eu poderia explicar
um doce mistério de rio
com a transparência de um mar ?

Ela une todas as coisas
quantos elementos vão lá …
sentimento fundo de água
com toda leveza do ar

Ela está em todas as coisas
até no vazio que me dá
quando vejo a tarde cair
e ela não está

Talvez ela saiba de cor
tudo que eu preciso sentir
Pedra preciosa de olhar !
Ela só precisa existir
para me completar

Ela une o mar
com o meu olhar
Ela só precisa existir
pra me completar

Ela une as quatro estações
Une dois caminhos num só
Sempre que eu me vejo perdido
une amigos ao meu redor

Ela está em todas as coisas
até no vazio que me dá
quando vejo a tarde cair
e ela não está

Talvez ela saiba de cor
tudo que eu preciso sentir
Pedra preciosa de olhar !
Ela só precisa existir
para me completar

Ela une o mar
com o meu olhar
Ela só precisa existir
pra me completar

Une o meu viver
com o seu viver
Ela só precisa existir
para me completar


Alguém disse q essa musica é minha..ta bom, ta bom.eu acreditooo..srrsrsrsrrss

sábado, 22 de janeiro de 2011

NEOQEAV= NUNCA ESQUEÇA O QUANTO EU AMO VC................ SEMPREEEEEEEEEEEEEEEE

Amor X Paixão

De um lado o amor, do outro a paixão - que vença o melhor!

Estádio lotado, torcidas em festa. Vai começar a partida. De um lado, o amor - forte, tranqüilo, constante, com jeito de que dura para sempre. Do outro, a paixão - intensa, eletrizante, quente, com ares de que acabou de sair do forno. Que vença o melhor!

O senso comum diz que o amor é duradouro e a paixão, efêmera. Para a usuária do Bolsa Dani Gaúcha, o amor é mais importante do que a paixão. Ela namora há mais de quatro anos e com o namorado aprendeu o que é amor de verdade. "Não fui perdidamente apaixonada por ele, nem no início, como fui com outros. Mas ele tem o melhor beijo que já provei, é a melhor companhia que já experimentei, me ama com todos os defeitos que tenho, que são muitos, me apóia e aconselha. Eu pensava que precisava estar queimando de paixão para casar, mas descobri que não é isso, que se precisa de amor", conta Dani, valorizando a cumplicidade e a confiança em uma relação.

“O amor acontece quando a gente deixa de esperar o príncipe e começa a lidar com o sapo”

Amor 1 x 0 Paixão

Dani garante que o amor tem várias vantagens: "Se o seu amor ficar doente, você não acha ruim sair correndo pra ficar com ele. E quando se encontram, você tem certeza que ele não vai deixar de gostar de você porque está horrorosa. Tudo é muito bom: calma, paz, silêncio confortável, dormir abraçadinho e estar do lado de um cara que te faz ser melhor do que você é, porque está sempre te apoiando e dando idéias. Isso é o que a gente precisa", diz ela, que nunca mais passou pela ansiedade de ficar esperando o carinha da balada ligar.

Amor 2 x 0 Paixão

Depois de tomar o primeiro gol, a Paixão sente o golpe - arrasta-se pelo gramado. A atacante e usuária do Bolsa Lisandrita está na área e marca mais um pelo Amor. "O meu casamento é baseado num amor daquele que nós dois sabemos que queremos envelhecer um com o outro. Foi assim desde o começo. Somos super parceiros, companheiros de jornada e não dois amantes desenfreados buscando o prazer eterno - apesar de nos darmos super bem sexualmente, sexo não é prioridade na nossa vida, mesmo realizando dia sim, dia não", conta ela.

Lisandrita dedica o gol ao maridão. "Depois que o conheci, eu entendi a diferença entre ‘paixão' e ‘amor'. Eu acho que é justamente aí que a maioria das pessoas erra: casa achando que a paixão vai durar para sempre. Não é assim. Meu marido e eu enfrentamos obstáculos, que sempre existem. Só que a gente supera com muito carinho e diálogo. Isso é amor, não é mais paixão - aquela coisa de pensar 24 horas no Fulano e viver como se fosse um conto de fadas", defende ela, argumentando que é preciso maturidade para viver um grande amor.

Amor 2 x 1 Paixão

Quando parecia que o Amor ganharia de lavada da Paixão, entra em campo Anjo, usuária do Bolsa, camisa 10. Ela está casada há mais de oito anos, conhece o marido há quinze e nunca deixou de sentir os arrepios de uma paixão adolescente. "Sinto borboletas na barriga quando sei que vou chegar em casa e vou encontrá-lo. A paixão existe até hoje", diz ela, que dá a receita: "Temos que ser tolerantes, respeitar o espaço e o momento de cada um, ser amigos, companheiros e não deixar o sexo cair na rotina. Temos que estar sempre inovando", enumera Anjo, defensora da ideia de que todo mundo precisa encontrar um parceiro por quem sinta uma paixão eterna. "Para mim, quem se apaixona aqui, outra hora ali etc é porque ainda não encontrou a pessoa certa!", diz ela.

Segundo a psicóloga Mariana Mattos, a paixão faz parte de um momento inicial em que o casal está se conhecendo: "Há muitas idealizações de parte a parte. Além disso, é uma fase em que um tenta mostrar ao outro o que tem de melhor. O outro, por sua vez, só consegue enxergar o que é bom. Ou seja: enquanto um tenta ser o mais agradável possível, o outro releva pequenas coisas que não relevaria em outro momento", explica.

Para a psicóloga, o amor parte de dados mais reais. "O amor acontece quando a gente deixa de esperar o príncipe e começa a lidar com o sapo! Todos nós, seres humanos, somos sapos com defeitos e qualidades", afirma Mariana, acrescentando que o amor é mais consistente. Comparando um ao outro, a psicóloga pondera que não dá para eleger um sentimento melhor e outro pior. "A paixão pode ser uma grande curtição, mais fácil, mais gostosa. Isso se for correspondida, senão vira um tormento", lembra ela, para quem o amor envolve mais segurança.

Mariana é contra dizer que a paixão dura um número "x" de meses ou anos. "Se tudo der certo, a paixão se transforma em amor. O desejo de todos é que a paixão renasça várias vezes ao longo de um relacionamento, pois dessa forma temos o melhor de cada sentimento: a emoção de um e a segurança do outro", finaliza.

O amor da (sua) vida

Para cada uma de nós, existe apenas um único e grande amor?

Na adolescência, entre um beijo e outro, arrebatadas pela força do primeiro amor, olhamos no fundo dos olhos daquele garoto que nos tira o chão e dizemos com sinceridade absoluta que ele é o grande amor das nossas vidas. No instante em que a frase é dita, acreditamos realmente nisso. Até que vem o segundo namorado, o terceiro, o quarto. Na casa dos 30, com uma bela bagagem amorosa nas costas, nos perguntamos: será que o chamado amor da minha vida existe mesmo? Se existe, é um só?

Metade da laranja

Para muita gente, "grande amor da vida" é que nem mãe: só tem um. Para a usuária da rede social do Bolsa de Mulher Shelly, amor de verdade é assim. "Eu acredito e muito no amor verdadeiro. Acredito que cada um tem sua tampa da panela", diz Shelly, que ainda não encontrou a dela, mas crê que esse dia vai chegar. "Acho muito importante acreditar no amor, porque é isso que nos dá força para superar os momentos de solidão: saber que tem alguém para você em algum lugar. No momento certo, ele vai aparecer".

São várias as expressões que confirmam a ideia de que para cada pessoa no mundo há outra nascida especialmente para ela: metade da laranja, tampa da panela, cara metade, alma gêmea. A usuária da rede social do Bolsa de Mulher J.V.M.S acredita na ideia de que para cada pessoa existe um único grande amor e já achou a azeitona da empada dela. "A gente pode até gostar de outras pessoas ao longo da vida, mas amor eu acredito que só exista um. Quando ele chega, a gente sabe. É único e pra sempre. O amor da minha vida está comigo há quatro anos e continuo amando ele ainda mais", derrete-se.

Várias tampas para a mesma panela

Já a usuária da rede social do Bolsa de Mulher Iyaosun acha que podemos viver diversas e verdadeiras histórias de amor ao longo da vida. "Na minha opinião, podemos viver, sim, mais que um grande amor, pois passamos por diferentes fases na vida, quando temos diferentes modos de ver as coisas", diz ela, que já viveu um grande amor mas, infelizmente, ele faleceu. "Levei muito tempo para me refazer desta perda. Mais tarde conheci outro alguém e, no decorrer dos anos fui aprendendo a amá-lo", conta ela, que hoje vive com um novo grande amor com quem é muito feliz. "Amar é uma arte que, no decorrer da vida, vamos aprendendo", garante.

Sabendo que no mundo, além de nós, existem cerca de 7 bilhões de pessoas, achar que só uma delas é o grande amor da sua vida pode parecer miséria. É assim que pensa a usuária Kátia Flavia: "Prefiro achar que existem vários. Assim não corro o risco de me decepcionar. Não deu certo? Tudo bem, mais adiante vem outro", diz ela, na defensiva, para em seguida completar: "Isso de viver um grande amor não me agrada. Por que não viver muitos grandes amores?". Kátia Flávia cita o poetinha: "Que seja eterno enquanto dure. A chama apagou? A fila anda!", sugere.

Idealização do amor

Segundo a psicóloga Sabrina Dotto Billo, a psicologia não corrobora a visão de existir apenas um grande amor. "Pesquisas e relatos clínicos revelam histórias de amores, o que implica em várias possibilidades. O amor não tem medida, quantidade ou limites", afirma Sabrina.

Para ela, não é raro que algumas pessoas se lembrem de um amor que ocorreu durante a adolescência como um grande amor, mas isso tende a ser ilusório. "Geralmente isso acontece porque há a associação do flerte com uma época única, recheada de lembranças do colégio, amigos da rua, festas, descobertas, experimentações, mudanças hormonais, formação da identidade, busca da autonomia etc. Aí associamos essa 'magia' que uma fase pode representar com amor", explica a psicóloga.

Não podemos dizer que existe um grande amor e outros pequenos ou de tamanhos variáveis. "Algumas pessoas têm mais afinidades, outras menos. Algumas aparecem em nossas vidas em um momento em que não estamos preparados ou voltados para um relacionamento", explica a psicóloga, lembrando que o mundo é dinâmico: nós mudamos, nossa vida se transforma, nossas rotinas e responsabilidades também. "Então podemos dizer que não existe uma só tampa. Que bom, né?", finaliza.

Por que eles somem?

Está tudo muito bom, tudo muito bem: jantarzinho, cineminha, telefonemas carinhosos durante o dia. Enfim, parece que agora a coisa vai. Só que, de uma hora para a outra, o cara some. Ou surge uma misteriosa ex-namorada que o leva embora, assim, no susto. Pronto, é o suficiente para a boca se encher de palavras como "cretino!", "desgraçado!". Ele é canalha mesmo ou só não está mais a fim de você?Para alguns homens (e mulheres também!), dar um fora é uma atitude difícil e alguns artifícios polêmicos se fazem necessários para resolver um impasse sentimental.


A jornalista Paula Macedo, 28 anos, conheceu o engenheiro civil Alex numa happy hour, num barzinho no centro de São Paulo. Papo vai, papo vem, começaram a ficar. "Ele era uns cinco anos mais velho que eu, era aquele tipo homem mesmo, rosto bonito, corpão, forte. Enfim, não tinha como fazer jogo duro", conta ela. Passaram juntos quase um mês e meio entre muitas saídas, jantares e noites no apartamento dele. "Senti que ele estava empolgado e eu também. Ele me ligava, me requisitava. Se não estivesse querendo nada comigo, se achasse que o ritmo estava muito apressado, não me procuraria", acredita Paula.

Até que num belo meio de semana, num dos muitos almoços que tinham juntos já que trabalhavam no mesmo quarteirão, Alex puxou um papo estranho. "Me disse que tinha recebido uma proposta de trabalho irrecusável, que ia para a Argentina dali a uma semana e que não nos veríamos mais. Foi um baque pra mim porque já estava cheia de planos,cheia de expectativas. Ele me disse que quando voltasse me procuraria, foi muito atencioso. Na hora, acreditei", lembra a jornalista.

As pernas curtas da mentira não duraram nem duas semanas. "Não tinham passado nem quinze dias da nossa despedida e eu o encontrei na Vila Madalena de mãos dadas com uma outra mulher. Quer dizer, não foi pra Argentina coisa nenhuma e terminou comigo porque já estava de olho em outra. Tenho certeza de que ele passou a mesma história para ela depois, canalha mentiroso", desabafa ela.


“Dependendo da mulher, é complicado dizer: olha, acabou. Vai começar aquela metralhadora de perguntas e, por mais que você diga que não, ela vai achar que o problema é com ela. E, muitas vezes, é mesmo”


Será que mentiras sinceras não interessam diante de um caso que termina? Quando acaba o interesse, ao menos na opinião do professor Murilo Sanches, 36 anos, há que ser educado - o que não é necessariamente sinônimo de mentiroso. É que a verdade pode doer muito se mal interpretada. "Dependendo da mulher, é complicado você chegar e dizer: olha, acabou, não estou vendo mais graça. Vai começar aquela metralhadora de perguntas e por mais que você diga que não, ela vai achar que o problema é com ela. Eu pensaria isso, dependendo da situação", comenta Murilo. "Até porque, muitas vezes, é mesmo. E isso não significa que a pessoa seja errada, não preste para nada. Simplesmente acabou o interesse por ela", completa, na maior sinceridade.

Supostas cafajestagens não são méritos exclusivos dos homens. O mesmo Murilo Sanches, que defendeu os discursos floreados em nome da sinceridade dolorosa, sentiu a coisa na pele. "Era uma mulher com quem eu estava ficando e me apaixonando. Era daquelas que você não acredita que caíram na sua vida de tão linda, tão ideal. Eu já estava igual a cachorrinho quando ela sumiu completamente. Parou de me atender, parou de me procurar e eu lá, babando. Queria pelo menos tomar um fora, só para ouvir o que ela tinha a me dizer", conta o professor.

Murilo fez plantão na porta da moça, de tão perturbado que estava. "Fiquei quatro horas esperando até que ela apareceu surpresa e muito sem-graça em me ver ali, naquela atitude sem noção.Ela disse que tinha reencontrado o ex-namorado,cuja existência eu desconhecia e por quem se dizia muito apaixonada desde sempre. Havia voltado pra ele. Pediu perdão por ter sumido e disse que ficou sem ter o que me dizer. Então, isso é ou não é uma atitude cafajeste?", questiona ele, garantindo que a moça estava mentindo. "Estava na cara dela. Ela queria me dispensar, até com certa razão porque eu estava mesmo muito carente naquela época. Diria alguma coisa parecida se uma mulher fosse fazer plantão na minha porta", reconhece.

“Me sinto um picolé chupado que só sobra o palito que o cara joga no lixo”


Sumir é talvez a pior das cafajestices. "É covardia, coisa de homem medroso de mulher", aponta a fonoaudióloga Mariana Bendelack. Ela se define como um 'triângulo das bermudas' de homens, que desaparecem depois de algum tempo de relação. "Não sei qual é o problema de dizer que não está mais a fim ou de inventar uma desculpa. Pelo menos denota que o cara tem alguma consideração por você. Quando um mané desses some, joga para cima de você um problema para resolver sozinha. Você fica sem saber se ofendeu, se fez alguma coisa errada, se é fedorenta ou se é coisa dele com ele mesmo. É de um egoísmo insuportável", reclama ela, que se diz avessa a indefinições. "Fico aflita. Me dá o fora logo! Acaba sempre que sou eu a escrever e-mails desaforados. Me sinto um picolé chupado que só sobra o palito que o cara joga no lixo", reclama.


Já o publicitário Breno Savino assume a porção cafajeste. Ele acredita que o mero fato de esconder a verdade para proteger já é uma atitude de princípios canalhas. "Tinha uma mulher que trabalhava na mesma agência que eu e fiquei de olho nela desde o primeiro dia. Mas era daquele tipo que quer namorar, noivar, casar, o processo todo. Eu não estava nada a fim disso, mas percebia que ela também me olhava, me dava mole maliciosa".

Breno bolou um plano infalível. "Numa festa que era a chance que eu tinha de pegá-la, passei uma conversa de que tinha namorada, que só poderia rolar aquela noite. Pronto, foi muito simples. Ficamos naquele dia e mais umas duas vezes, sem o menor problema. Ela ameaçou ficar um pouco culpada por estar sendo a outra, mas logo a distraí", conta ele que, afinal de contas, não vê mal nenhum nessa história. "Fui cafa mesmo. Mas não foi ótimo pra nós dois?", encerra ele.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...