sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Que 2011 seja melhor! Poucas são as coisas boas que levarei de 2010! :/

domingo, 19 de dezembro de 2010

“Seja qual for o relacionamento que você atraiu para dentro de sua vida, numa determinada época, ele foi aquilo de que você precisava naquele momento”

Evanescence

My Immortal

I'm so tired of being here
Suppressed by all my childish fears
And if you have to leave, I wish that you would just leave
'Cause your presence still lingers here and it won't leave me alone

These wounds won't seem to heal
This pain is just too real
There's just too much that time cannot erase

When you cried I'd wipe away all of your tears
When you'd scream I'd fight away all of your fears
And I held your hand through all of these years
But you still have all of me

You used to captivate me by your resonating light
Now I'm bound by the life you've left behind
Your face it haunts my once pleasant dreams
Your voice it chased away all the sanity in me

These wounds won't seem to heal
This pain is just too real
There's just too much that time cannot erase

When you cried I'd wipe away all of your tears
When you'd scream I'd fight away all of your fears
And I held your hand through all of these years
But you still have all of me

I've tried so hard to tell myself that you're gone
But though you're still with me
I've been alone all along

When you cried I'd wipe away all of your tears
When you'd scream I'd fight away all of your fears
And I held your hand through all of these years
But you still have all of me

Evanescence

Bring Me To Life

How can you see into my eyes like open doors
Leading you down into my core
Where I've become so numb
Without a soul
My spirit's sleeping somewhere cold
Until you find it there and lead it back home

(Wake me up) Wake me up inside
(I can't wake up) Wake me up inside
(Save me) Call my name and save me from the dark
(Wake me up) Bid my blood to run
(I can't wake up) Before I come undone
(Save me) Save me from the nothing I've become

Now that I know what I'm without
You can't just leave me
Breathe into me and make me real
Bring me to life

(Wake me up) Wake me up inside
(I can't wake up) Wake me up inside
(Save me) Call my name and save me from the dark
(Wake me up) Bid my blood to run
(I can't wake up) Before I come undone
(Save me) Save me from the nothing I've become

Bring me to life
I've been living a lie. There's nothing inside
Bring me to life

Frozen inside without your touch without your love, darling
Only you are the life among the dead

All of this time I can't believe I couldn't see
Kept in the dark, but you were there in front of me
I've been sleeping a thousand years it seems
Got to open my eyes to everything
Without a thought, without a voice, without a soul
Don't let me die here, there must be something more
Bring me to life

(Wake me up) Wake me up inside
(I can't wake up) Wake me up inside
(Save me) Call my name and save me from the dark
(Wake me up) Bid my blood to run
(I can't wake up) Before I come undone
(Save me) Save me from the nothing I've become

Bring me to life
I've been living a lie. There's nothing inside
Bring me to life

sábado, 18 de dezembro de 2010

Feels Like Home

Something in your eyes makes me want to lose myself
Makes me want to lose myself in your arms
There's something in your voice
Makes my heart beat fast
Hope this feeling lasts the rest of my life

If you knew how lonely my life has been
And how long I've been so alone
If you knew how I wanted someone to come along
And change my life the way you've done

Feels like home to me
Feels like home to me
Feels like I'm all the way back where I come from

Feels like home to me
Feels like home to me
Feels like I'm all the way back where I belong

A window breaks down a long dark street
And a siren wails in the night
But I'm alright cause I have you here with me
And I can almost see through the dark there's light

If you knew how much this moment means to me
And how long I've waited for your touch
If you knew how happy you are making me
I've never thought I'd love anyone so much

Feels like home to me
Feels like home to me
Feels like I'm all the way back where I come from

Feels like home to me
Feels like home to me
Feels like I'm all the way back where I belong
Feels like I'm all the way back where I belong

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

DIFERENÇA ENTRE PAIXÃO E AMOR


DIFERENÇA ENTRE PAIXÃO E AMOR

Quem tentar possuir uma flor verá sua beleza murchando.
Mas quem apenas olhar uma flor num campo permanecerá para sempre com ela. Você nunca será minha e por isso terei você para sempre.
PAULO COELHO

É comum confundir paixão com amor, embora eles sejam sentimentos bem diferentes. fim é tempestade, o outro é brisa; cada um tem sua beleza, sua força e sua intensidade.
Já houve quem dissesse que a paixão é um estado saudável de imbecilidade, um estado maravilhoso de estupidez e loucura transitória. Faz-nos desfrutar intensamente a relação, quando as máscaras e os controles são abandonados e se estabelece a entrega máxima, ainda que por poucos momentos.
É especialmente lindo quando à paixão se segue um estado de paixão pela vida: estar apaixonado pelos amigos, pelos pássaros, pelas flores, pelas nuvens, pela família, pelo trabalho, pelo sol, por tudo o que existe.
Quando a uma paixão amorosa se segue um período depressivo, geralmente isso é prenúncio de encrencas: desencadeiam-se desilusões, o que agrava o estado depressivo anterior. Ver alguém como a porta de saída de um estado de infelicidade é apenas aumentar a possibilidade de sofrimentos, porque ninguém salva ninguém.
É importante manter uma atitude de gratidão perante a vida. Agradecer às pessoas que cuidam de nós, ao porteiro do prédio, ao garçom, pois somente quando se aprende a viver em estado de gratidão é possível apaixonar-se pela vida. Numa das praias do Rio de Janeiro, as pessoas que ali estão no final do dia costumam aplaudir de pé o pôr-do-sol, como sinal de agradecimento por mais um belo dia de verão.
Uma das diferenças entre paixão e amor é o fator tempo. O tempo na paixão é limitado e no amor é infinito. Por alguns instantes, o simples contato da mão da pessoa apaixonada faz com que as cores fiquem mais vivas, os sons mais sonoros, que a pele trema, que apareça a sensação de buraco no estômago, que a respiração suba e desça, que as batidas cardíacas se acelerem e que o mundo pareça totalmente colorido e diferente. Quando as pessoas se afastam desse momento, é como se todas as luzes se desligassem, como se a energia do mundo acabasse.
Quando as pessoas se unem somente pela paixão, é comum que o relacionamento não dê certo, porque elas não se conhecem verdadeira e integralmente. É preciso ter também os pés no chão, pois elas vivem num mundo real, onde assuntos como dinheiro, casa, carro, comida etc. devem ser tratados em estado de amor.
A existência atinge o clímax da beleza quando se consegue estar apaixonado por quem se ama. A paixão é cíclica. Há dias em que se está mais apaixonado, dias em que se está menos apaixonado e dias em que a paixão se ausenta. Porém, continua-se amando sempre.
O escritor francês Balzac dizia que era mais fácil apaixonar-se por um novo amante a cada mês do que amar anos a fio a mesma pessoa. Por isso o amor verdadeiro é aquele que consegue eternizar a paixão. Músicas que se tornam imortais pelo significado que retêm, lugares que se tornam inesquecíveis, perfumes que nos fazem lembrar os primeiros encontros, tudo isso renova a paixão diariamente.
Só se pode falar em amor verdadeiro quando, em vez de eu e você, se diz nós. E só se pode falar em amor permanente ao se descobrir que o amor duradouro é aquele que se renova constantemente, apaixonadamente.
Muitas pessoas se perguntam como é possível evoluir da paixão para o amor. Simplesmente não é possível. São dois sentimentos distintos e paralelos, que seguem vetores de energia diferentes. Por isso às vezes encontramos pessoas que dizem amar alguém e sentir paixão por outro. No entanto, quando os parceiros se entregam profundamente um ao outro, com admiração, respeito e confiança, ousando amar com criatividade, não apenas se enamoram mas também se apaixonam todos os dias.
Não se pode transformar paixão em amor, mas sim amar apaixonadamente a pessoa amada. Quando isso ocorre é maravilhoso. É então que se descobre que o amor pode dar certo — e realmente dá.
'Quem tentar possuir uma flor verá sua beleza murchando.
Mas quem apenas olhar uma flor num campo permanecerá para sempre com ela. Você nunca será minha e por isso terei você para sempre.
PAULO COELHO

Paixão é euforia, amor é calmaria. Paixão é rápida, amor é duradouro. Paixão é súbita, amor é progressivo. Paixão é agressiva, amor é delicado. Paixão é vendaval, amor é brisa. Paixão destrói, amor constrói. Paixão vinga, amor perdoa. Paixão é doença, amor é saúde. Paixão é dor, amor é alívio. Paixão é dúvida, amor é certeza. Paixão é loucura, amor é cura. O amor faz a gente
querer ser mais, querer aprender mais para poder trocar com quem amamos novas lições de vida. O amor ajuda a superar dificuldades enquanto que a paixão cria obstáculos. A paixão é totalmente egocêntrica, passional, escandalosa. O amor é cuidadoso, atencioso e cúmplice. Ele nos faz acreditar que a felicidade não está nas mãos de outra pessoa e sim nas nossas mãos. Que só podemos ser felizes com alguém se conseguirmos ser felizes com nós mesmos.

O amor é aceitar que o outro tem defeitos, que somos diferentes, mas que podemos conviver com estas diferenças, pois o que atrai duas pessoas é exatamente o que um tem e o outro não. Há quem acredite que é necessário viver cegamente uma paixão já que as pessoas hoje em dia não se permitem mais sofrer. Mas quem disse que quem ama não sofre, não chora, não erra, não sente ciúmes e não se decepciona às vezes.

Apesar da paixão ter mais contras do que prós em relação ao amor ainda acho que não há vida sem um pouco de paixão. Portanto o melhor seria viver a vida apaixonadamente para que possamos ter um amor de verdade!!!

sábado, 11 de dezembro de 2010

"Eu acredito que tudo acontece por um motivo. As pessoas mudam para que você consiga deixá-las para lá. As coisas dão mal para você aprender a aprecia-las quando estão boas. E às vezes, coisas boas se separam para que coisas melhores ainda se juntem"/





Aff o meu maior desejo é que isso passe logo..meu Deus como dói.

Mas compreendi q não posso forçar ngm a ficar comigo, eu quero q seja feliz, independente se for ficar comigo ou não, creio q se não esta mais aqui, é pq ja não se sentia feliz.Torço por vc, pela sua felicidade, pra q encontre alguém especial (se já não encontrou,é claro)se cuida..seja muitooo felizz....Ainda te amo muitoo, mas isso agora não tem nenhuma importancia.... :(
Nestes momentos é preciso muito talento para cometer o pecado original. Morrer é como dormir...Eu fecho meus olhos, imagino você ao meu lado, quando abertos, não estão lá, se eu pudesse voltar no tempo, o amor, voltar no dia e não dizer nada, pois já é tarde agora, eu sei que você foi e não vai retorno...

:(
:(

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Vou Deixar Que Você Se Vá - Nenhum de Nós

Minhas mãos estão cansadas
Não tenho mais onde me agarrar
Tudo já se foi
Amizade, carinho e amor
Não há mais por que lutar
Minhas mãos estão cansadas
Não vou mais lhe segurar
Vou deixar que você se vá...

Não vou mais lhe segurar
Vou deixar que você se vá
Procure o seu caminho
Eu aprendi andar sozinho
Isto foi a muito tempo atrás
Mas ainda sei como se faz
Minhas mãos estão cansadas
Não tenho mais onde me agarrar
Não vou mais lhe segurar
Vou deixar que você se vá...
Não vou mais lhe segurar
Vou deixar que você se vá

domingo, 5 de dezembro de 2010

Eu podia não pensar nisso, mas eu precisava me lembrar disso. Porque só havia uma coisa na qual eu precisava acreditar pra ser capaz de viver - eu precisava saber que ele existia. Isso era tudo. Tudo mais podia ser suportado. Contanto que ele existisse.

A Última Música - Nicholas Sparks



Verônica Miller, ou melhor, Ronnie, teve sua vida virada de cabeça para baixo quando seus pais se divorciaram e seu pai se mudou de Nova Iorque para Wilmington Beach. Três anos depois, ela continua zangada e afastada dos pais, especialmente seu pai... Até que sua mãe decide que seria melhor para todo mundo se Ronnie e seu irmão, Jonah, passassem o verão em Wilmington Beach. O pai de Ronnie, pianista e ex-professor, vive uma vida tranquila na cidade de praia, imerso na criação de um vitral para a igreja local. Ronnie rejeita todas as tentativas de aproximação e ameaça voltar para Nova York. Até conhecer Will, o garoto mais popular da cidade.
Ronnie começa a apaixonar-se por ele, o que vai lhe proporcionar uma felicidade - e dor - jamais sentida.

Pessoas cometem erros, até aquelas que amamos.
(Filme A Última Música)

A lembrança é o remédio para amenizar a dor de perder um grande amor, pois nela conseguimos suportar o tempo que trás o alívio e nos faz amar novamente.
"Se, em algum lugar distante no futuro, nós nos vejamos em nossas novas vidas, eu irei sorrir pra você com alegria, e lembrarei de como passamos o verão sob as árvores, aprendendo com o outro e crescendo no amor. E talvez, por um breve momento, você sinta também, e irá sorrir, e saborear as recordações que sempre dividiremos. Eu amo você, End
"A razão por que a despedida nos dói tanto é que nossas almas estão ligadas. Talvez sempre tenham sido e sempre serão. Talvez nós tenhamos vivido mil vidas antes desta e em cada uma delas nós nos encontramos. E talvez a cada vez tenhamos sido forçados a nos separar pelos mesmos motivos. Isso significa que este adeus é ao mesmo tempo um adeus pelos últimos dez mil anos e um prelúdio do que virá."
O melhor amor é aquele que nos desperta a alma e nos faz querer mais, aquele que coloca um fogo no coração e traz paz à mente. E foi isso que você me deu, e o que esperava dar a você para sempre, amo você..."

Diário de uma Paixão

Diário de uma Paixão - Cartaz

Sinopse

Numa clínica geriátrica, Duke, um dos internos que relativamente está bem, lê para uma interna (com um quadro mais grave) a história de Allie Hamilton (Rachel McAdams) e Noah Calhoun (Ryan Gosling), dois jovens enamorados que em 1940 se conheceram num parque de diversões. Eles foram separados pelos pais dela, que nunca aprovaram o namoro, pois Noah era um trabalhador braçal e oriundo de uma família sem recursos financeiros. Para evitar qualquer aproximação, os pais de Alie a mandam para longe. Por um ano Noah escreveu para Allie todos os dias mas não obteve resposta, pois a mãe (Joan Allen) dela interceptava as cartas de Noah para a filha. Crendo que Allie não estava mais interessada nele, Noah escreveu uma carta de despedida e tentou se conformar. Alie esperava notícias de Noah, mas após 7 anos desistiu de esperar ao conhecer um charmoso oficial, Lon Hammond Jr. (James Marsden), que serviu na 2ª Grande Guerra (assim como Noah) e pertencia a uma família muito rica. Ele pede a mão de Allie, que aceita, mas o destino a faria se reencontrar com Noah. Como seu amor por ele ainda existia e era recíproco, ela precisa escolher entre o noivo e seu primeiro amor.

sábado, 4 de dezembro de 2010

O QUE QUER QUE VOCE FAÇA NA VIDA SERA INSIGNIFICANTE, MAS É MUITO
IMPORTANTE QUE VOCE FAÇA, PORQUE NINGUEM MAIS VAI FAZER. É COMO QUANDO
ALGUEM ENTRA NA SUA VIDA, E METADE DE VOCE DIZ : VOCE AINDA NAO ESTA
PREPARADO , MAS A OUTRA METADE DIZ : FAÇA ELE SER SEU PARA SEMPRE.


mas não foi bem assim :(

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

DOR DE AMOR Quando o coração dói de verdade

Dor de amor existe. O coração dói, o corpo dói e as sensações são as piores possíveis. Amar demais e perder esse amor, dói. De verdade. Quem assistiu à cena de Escrito nas Estrelas em que Ricardo termina o namoro com Jane sabe o que estou falando. Quem não assistiu, deixarei ao final o link para que ela seja vista. Vale a pena. Aliás, a atriz Gisele Fróes foi perfeita. Uma cena densa, de sofrimento. Uma cena para poucas atrizes. E ela conseguiu passar toda a dor de sua personagem no tom certo. Jane, sua personagem, é médica; uma mulher bonita, contemporânea, independente, mas completamente apaixonada por Ricardo, que não a ama. Aliás, Ricardo nunca a amou. Viveram uma relação de carinho, respeito e companheirismo, mas sem amor da parte dele. Neste capítulo Ricardo termina com Jane.

A personagem admite que o tempo todo tentava se enganar. Quando ele falava em companheirismo, relacionamento maduro e tranquilo, não significava necessariamente amor. Ela queria que ele a amasse, dissesse que era apaixonado por ela, mas isso nunca aconteceu. Isso nunca aconteceria. Ricardo diz, simplesmente, que sentia muito. Jane, então, tem um surto. Altera-se, grita e diz que quem sente muito é ela. Chorando muito, alterada, ela grita que sofre de dor, porque dói, o corpo dói, a dor é física. Fala que quer bater nele e que o detesta porque ele não a ama. E manda Ricardo embora.

Em Passione, finalmente Totó se desvencilha de Chiara, apesar de amá-la. Sua irmã, Gemma, diz não entender o porquê de ele ainda amar a moça apesar de tudo. E ele simplesmente diz que ama e pronto, e bate no peito como se o coração doesse por amor.

Conversei com amigos próximos e chegamos à conclusão que todos já sentimos dores de amor. Dor no corpo e, principalmente, dor no coração. Pois é. Coração dói de amor. Fui pesquisar se isso é possível e para minha surpresa há o que a ciência chama de Síndrome do Coração Partido. O neurologista Antoine Bechara, da Universidade de Iowa (EUA) que participou em junho do Congresso Brasileiro de Cérebro, Comportamento e Emoções, no Rio Grande do Sul disse que há dor de amor.

Segundo o neurologista, é mais fácil esquecer um amor quando a pessoa “desaparece”; muda de endereço, telefone e não dá mais notícias. Ou morre. Por isso, quem realmente quer deixar de pensar em alguém, precisa evitar o contato ou, como ensinam os psiquiatras, devem “viver o luto da relação”.

Torço para que Jane e Totó, assim como muitas outras pessoas, ouçam os conselhos de Chico Buarque: “Devolva o Neruda que você nunca leu e livre-se das sombras do amor que acabou” e partam para outra. Para o Dr. Bechara, o tempo pode amenizar essa dor, mas o tempo é o principal remédio. Sugiro aos autores de Escrito nas Estrelas ePassione, e a todos que talvez estejam com dor de amor, uma única e mágica solução: encontrar um novo amor. Que venham novos amores!

P.S.: Como ensinou o poeta Carlos Drummond de Andrade: “A dor é inevitável. O sofrimento é opcional”.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Paixão: Quando você encontra alguém que é absolutamente perfeito.

Amor: Quando você percebe que esse alguém não é perfeito e não se importa.

Com o passar do tempo as pessoas vão mudando. É uma pena que isso ocorra com pessoas que queremos sempre por perto. As pessoas mudam, criam asas, vão embora e deixam pra trás o que antes tinha importância para elas…
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...