terça-feira, 2 de novembro de 2010

Às vezes escutamos expressões gostosas de se ouvir, mas com uma frequência exagerada do todo dia para o toda hora.
“Eu te amo”, “Meu amor”, “Minha vida”, “amo você”, “aí como eu te amo”, “quero passa minha vida inteira ao seu lado”, blá blá blá…
Aí pensamos: Nossa! Realmente esta pessoa me ama de verdade! Aquela outra pessoa que eu achei que me amava nunca me disse nada disso, ou dizia poucas vezes…
É exatamente aí que está o grande erro da humanidade.
As pessoas não deveriam avaliar as outras pelo que OUVE DELAS e sim pelo que CONHECEM DELAS.
Enquanto uma diz “eu te amo” como quem diz “bom dia”, a outra simplesmente existia dentro de você sem fazer a menor força.
Enquanto uma te chama de “amor” como quem te chama pelo “nome”, a outra preferia seguir a linha do “eu te demonstro o tamanho do meu amor com ações”, afinal palavras se perdem ao vento.
Em quem confiar?
Naquela que todo santo dia tem que ficar autoafirmando o que sente por você, para que você não se esqueça, ou naquela que sabe exatamente o que sente por você, sabe que isso tudo é gostoso de ouvir, mas ainda prefere te dizer nas horas certas, naquelas horas que sai espontâneamente que dá até um frio na barriga quando se escuta de tão acostumado a não ouvir?

O amor é simples demais e inexplicável demais para tentarmos o descrever, para tentarmos o moldar.
O amor é lindo demais para ser sufocado e livre demais para o ser vivido.


As pessoas não deveriam avaliar as outras pelo que OUVE delas e sim pelo que CONHECEM delas…
As pessoas não deveriam se furtar de conviver por que não se sabe até quando poderão conviver…
Não deveriam deixar de conviver por que alguém disse que não gosta ou não concorda com suas escolhas…
Concordo com tudo isso…só que o ser humano é burro e tosco demais para perceber isso…
Ainda bem que não a sua totalidade vê desta forma…e ainda existem pessoas como nós que percebem diferente…Por que sabe o que aprendi com a vida?…ELA PASSA… e a gente fica aí remoendo ressentimentos…mágoas…passados que passaram…ficaram para trás e não nos permitimos viver melhor…Mesmo que seja novamente esse passado…
Deixamos tudo de ruim dentro de nós permanecer e nos esquecemos tirando facilmente de dentro de nós tudo de bom que aconteceu…
Preferimos lembrar e conviver com as coisas negativas do que as positivas…enfim…O ser humano é mesmo muito burro…Ainda bem que ainda existem pessoas que pensam diferente…se assumem…não são covardes…vivem a vida da forma que querem…sem redeas ou dominações…como diria um filósofo amigo meu: “FODAM-SE OS ERRADOS COVARDES…EU ME AMO POIS SOU UM FORTE VALENTE… VIVO A MINHA VIDA…NÃO DEIXO QUE A VIVAM POR MIM”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita.
Fico feliz, volte sempre =D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...