domingo, 31 de outubro de 2010


Uma boa música...caneta e papel na mãO.
Um bom lugar para se ficar.
Apenas issO porcurO essa noite.

_____*_____


E sintO...angustia...e sem saber,temO alguma coisa.
As únicas certezas que consigO ter sãO as que:Eu te amO incondicionalmente.Pena q vc não sente o mesmo:(

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A pergunta é: Por que sofremos tanto por amor? Ou melhor: Por que sofremos tanto quando um amor acaba?

Vai ver que é por conta do sentimento de impotência de não ter durado uma eternidade. Ou talvez por não realizarmos tudo aquilo que projetamos para aquele relacionamento. Porque não tivemos 5 filhos e não construímos a casinha com um jardim lindo e florido, de cerquinha branca e um labrador na porta. Por não fazer aquela viagem dos sonhos, por não comprar aquele CD romântico e escutá-lo bebendo um bom vinho. Pelos beijos que não foram dados no momento certo, pelas carícias que não arrepiaram o corpo, pela transa que não aconteceu. Por conta do cansaço após um dia de trabalho estressante, pela falta de tempo de dar atenção ao outro devido a este mesmo trabalho idiota. Pela falta de romantismo. Pelo excesso de palavras ditas no momento errado. Pelo silêncio das palavras que não foram ditas no momento certo. Pela insegurança. Pela falta de iniciativa. Pelo medo de se entregar totalmente pro outro e achar que ele vai pisar em cima de você. Pela inconstância. Por conta das verdades. Por conta das mentiras. Porque você não foi forte o suficiente para enfrentar aquele problema...
Tudo isso nos faz sofrer? Sim, e muito. Esse masoquismo que fazemos conosco de chorar pelo que foi (ou não foi) vivido é cruel.
E o que fazer? Acordaaaaaaaaaa pra vida!!!! Se lamente menos e viva mais!!!

Então termino o meu post, citando Drummond:

“A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade.
A dor é inevitável.
O sofrimento é opcional."


E assim, vou vivendo a vida, um dia de cada vez, sempre!
O amor não existe!
Existe o mar, bravo, livre, solto, azul… salgado como as minhas lágrimas, distante, como o meu amor.
Existe a morte, que espero ansiosa, onde cairei num sono eterno. Não mais sonharei contigo. Nunca mais serás o primeiro pensamento do meu dia, nem invadirás as minhas insonias constantes.
Existe tanto para além de ti, e esse tanto, que tanto queria agarrar, foge-me. Escorre-me entre os dedos como a areia fina da praia do meu Inverno.
Sei de tanto que existe… E sei também que não existe amor. Não da tua parte. Existe apenas desprezo pelo que sinto. E sinto, sinto tanto! E odeio-me pelo tanto que sinto, e sinto, e sinto…
A noite, triste, assombra-me e as estrelas do meu céu esfumam-se, como se esfumou a esperança. Sim, já tive esperança. Essa maldita que morreu com as palavras que nunca me disseste, com beijo que nunca senti, com o amor que não existe.





Não há disfarce que possa esconder por muito tempo o amor quando este existe, nem simulá-lo quando este não existe.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Hate Me - Blue October

Hate Me

I have to block out thoughts of you
So I don't lose my head
They're crawling like a cockroach
Leaving babies in my bed
Dropping little reels of tape
To remind me that I'm alone
Playing movies in my head
That make a porno feel like home
There's a burning in my pride,
A nervous bleeding in my brain
An ounce of peace is all I want for you.
Will you never call again?
And will you never say that you love me
just to put it in my face?
And will you never try to reach me?
It is I that wanted space

Hate me today
Hate me tomorrow
Hate me for all the things
I didn't do for you
Hate me in ways
Yeah ways hard to swallow
Hate me so you can finally see what's good for you

I'm sober now for 3 whole months
it's one accomplishment that you helped me with
The one thing that always tore us apart
is the one thing I won't touch again
In a sick way I want to thank you
for holding my head up late at night
While I was busy waging wars on myself,
You were trying to stop the fight
You never doubted my warped opinions
On things like suicide or hate
You made me compliment myself
when it was way too hard to take
So I'll drive so fucking far away
that I never cross your mind
And do whatever it takes in your heart
To leave me behind

Hate me today
Hate me tomorrow
Hate me for all the things
I didn't do for you
Hate me in ways
Yeah ways hard to swallow
Hate me so you can finally see what's good for you

And with a sad heart I say bye to you and wave
Kicking shadows on the street
for every mistake that I had made
And like a baby boy I never was a man
Until I saw your blue eyes crying
and I held your face in my hand
And then I fell down yelling
"make it go away!"
Just make a smile come back
and shine just like it used to be
And then she whispered
"How can you do this to me?"

Hate me today
Hate me tomorrow
Hate me for all the things
I didn't do for you
Hate me in ways
Yeah ways hard to swallow
Hate me so you can finally see
what's good for you, for you, for you, for you.

Odeie-Me

Eu tenho que parar de pensar em você
para eu não perder a minha cabeça.
Eles engatinham como uma barata
deixando ovos na minha cama.
deixando cair pequenos pedaços de fita
para lembrar que eu estou sozinho
Passando filmes na minha cabeça
que fazem com que um pornô se sinta bem.
Meu orgulho já se machucou,
e o meu cérebro está com medo.
Tudo que eu quero de você é um pouco de paz.
Você nunca vai me ligar de novo?
E você nunca mais vai dizer que me ama,
só para jogar na minha cara?
E você nunca vai tentar falar comigo?
Só porque fui eu que quis um tempo.

Odeie-me hoje.
Odeie-me amanhã.
Odeie-me por todas as coisas
que não fiz para você.
Odei-me de forma
difícil de engolir
Odeie-me então você poderá finalmente saber o que é bom para você.

Eu estou sóbrio agora por três meses
inteiros e é uma das coisas que você me ajudou
A única coisa que fazia a gente se separar
é a única coisa que eu nunca mais quero chegar perto
E de um jeito maluco eu quero te agradecer
por você ter segurado a minha cabeça até tarde da noite
Enquanto eu estava ocupado lutando contra mim mesmo,
Você estava tentando parar a luta
Você nunca duvidou das minhas opiniões estranhas
em pensamentos como querer se suicidar
Você me fez me elogiar quando minha vida
estava muito difícil de agüentar
Então eu vou viajar para bem longe
pra você nunca mais pensar em mim
E faça qualquer coisa que precise no seu coração
para me deixar para trás

Odeie-me hoje.
Odeie-me amanhã.
Odeie-me por todas as coisas
que não fiz para você.
Odei-me de forma
difícil de se engolir
Odeie-me então você poderá finalmente saber o que é bom para você.

E com um coração triste eu falo tchau para você e abano.
Chutando sombras na rua
por todos os erros que eu fiz
E como um bebê eu nunca fui um homem
Até que eu vi seus olhos azuis chorando
e eu segurei seu rosto em minhas mãos
E então eu cai no chão gritando
?Faça isso ir embora?
Só faça um sorriso voltar
e brilhar como costumava ser
E então ela sussurrou
?Como você pôde fazer isso comigo??

Odeie-me hoje.
Odeie-me amanhã.
Odeie-me por todas as coisas
que não fiz para você.
Odei-me de forma
difícil de se engolir
Odeie-me então você poderá finalmente saber
o que é bom para você, para você, para você.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Por mais difícil que pareça, é preciso aceitar as coisas como elas são.
Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito.
Amor não se implora, não se pede, não se espera...
As pessoas mudam. E nem sempre é a mudança que esperamos delas...
Acreditar ou não, é uma escolha sua...
Falar dos erros dos outros é fácil, difícil é olhar pra dentro e perceber que voce tbm erra. Não se deve esperar muito das pessoas. Elas não são perfeitas.
Todos querem ser donos da verdade, e com isso, acabam esquecendo o que é certo ou errado.
Fazer com que outras pessoas se sintam culpadas é fácil. Difícil é admitir que quando algo não dá certo, a culpa é de todos os envolvidos.
Desaforos e orgulho só provam que vc é imaturo. E intolerante.
As pessoas não aprendem todas as liçoes da vida em duas semanas, é inútil exigir isso delas. Algumas, aprendem após os 40 anos, embora eu não espere ser uma dessas pessoas.
Perdoar e esquecer nos torna mais jovens. Jogar na cara fatos passados em qualquer discussão, só abre lugar a outra discussão.
Cobrar demais, fazer de menos, não é um ato bem pensado. Pessoas tem direitos iguais.
É ofensivo tentar forçar alguma coisa ou alguém que ainda não está preparado.
Acreditar, não faz de ninguém um tolo. Tolo é quem mente. E uma mentira pode estragar toda uma vida.
Se uma pessoa não confia em voce, não significa que ela nunca tenha confiado. Analise suas ações passadas antes de julgá-la completamente errada.
Não existe nem sorte, nem azar, tudo são consequencias.
Não precisamos do sofrimento, quando temos a compreensão e o entendimento.
Se voce duvida que algo pode dar certo, certamente voce já fez com que ele desse errado.
Vivendo e aprendendo...

domingo, 17 de outubro de 2010

"Quando menos esperei, da forma mais natural e profunda, senti sua chegada, como nunca senti de uma forma nobre, pura e firme. A partir daqui seguiremos juntos, a partir daqui construíremos juntos um mundo particular, nosso cantinho onde poderemos, na nossa simplicidade, compartilhar nossas vidas, experiências, nossas gargalhadas, nossos medos, nossos amigos, nossa familia da forma mais linda no nosso mais puro amor"

sábado, 9 de outubro de 2010

Estamos com fome de amor

Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão". Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias.


Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas. E saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos.

Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance", incrível. E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?

Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçados, sabe, essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.

Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção. Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós.

Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de relacionamentos Orkut, o número que comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!".

Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.

Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa. Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega.

Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta.

Mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois.

Quem disse que ser adulto é ser ranzinza? Um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida".

Antes idiota que infeliz!

Arnaldo Jabor
A razão por que a despedida nos dói tanto é que nossas almas estão ligadas.Talvez sempre tenham sido e sempre serão.Talvez nós tenhamos vivido mil vidas antes desta e em cada uma delas nós nos encontramos.E talvez a cada vez tenhamos sido forçados a nos separar pelos mesmos motivos.Isso significa que este adeus é ao mesmo tempo um adeus pelos últimos dez mil anos e um prelúdio do que virá.

Hoje eu sei porque a um tempo atrás eu não fui embora,
Não fui porque temia sentir essa dor que estou sentindo agora...
Temia dizer adeus...
Temia te perder.

Hoje a fome não me dói..
A cede não me importa...
O sono não me encontra...
As cores não existem...
Os sons não me agradam...
O tempo não passa...
A minha mente não descansa...
A sua falta me preocupa...
A saudade me consome...
A vida me perde....

Difícil e conseguir andar pra frente quando você perde o motivo pelo qual caminha...
Difícil olhar para trás e saber que o tempo não retorna...
Difícil não entender e tentar explicar...
Difícil e perder e não poder chorar...
Difícil e saber e não querer acreditar...

Rafael Torres
Amor não se conjuga no passado; ou se ama para sempre, ou nunca se amou verdadeiramente.
No amor ninguém pode machucar ninguém; cada um é responsável por aquilo que sente e não podemos culpar o outro por isso... Já me senti ferida quando perdi o homem por quem me apaixonei... Hoje estou convencida de que ninguém perde ninguém, porque ninguém possui ninguém... Essa é a verdadeira experiência de ser livre: ter a coisa mais importante do mundo sem possuí-la.

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

Receita para se esquecer um grande amor

Às vezes eu fecho os olhos, inspiro e procuro sentir a presença de quem já não está por perto. É um método que eu inventei tempos atrás..., e uso sempre quando o amor se transforma em saudade.

Os grandes amores existem. As grandes paixões existem. Eles existem. Eles simplesmente existem. Eu desejo que todo ser humano possa sentir o que eu um dia já senti. Somente uns poucos minutos daquele entorpecimento juvenil, daquela inundação de sentimentos que enlouquecem, daquela loucura toda que te envolve, te amedronta, aquela confusão monstruosa que vivi quando amei. E quando fui amado. Uma paixão avassaladora que me fez acreditar que eu ainda permanecia vivo. Vivo e amando. E amado. Mas, agora, eu fecho os olhos para dormir. A cama cresceu tanto de tamanho, o meu peito cada vez está menor. E muito mais vazio. Ninguém a me ninar. A minha mão não encontra a sua. Quem foi que viu a minha Dor chorando?! (Augusto dos Anjos, "Queixas Noturnas". Mas, no meu caso, diurnas também). Eu quero uma receita para se esquecer um grande amor, o senhor tem aqui para vender? O preço não me interessa, eu só quero poder seguir em frente. Nem precisa ser em frente..., basta seguir. Porque A minha vida sentou-se/ E não há quem a levante (Mário de Sá-Carneiro, "Serradura").

Esquecer um grande amor jamais
mesmo que ele cause mais dor
Fazer o tempo voltar impossível
Viver zanzando por aí também
não vai lhe trazer de volta
Mas o amor que guardas no coração
Este sim... Faz o impossível se tornar
possível dentro da realidade...
"Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa de nossos sonhos e abraçá-la".....
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...