sábado, 29 de maio de 2010

Besteirol.


Homens com classe


Uma mulher escuta a campainha da sua casa tocar, ao abrir a porta dá de
cara com um homem que lhe pergunta:

- A senhora tem vagina?

Assustada e indignada ela bate-lhe a porta na cara.

Na manhã seguinte, tocam a campainha, é o mesmo homem que lhe faz a
mesma pergunta.

Ela furiosa bate-lhe a porta na cara novamente.

No terceiro dia repete-se a mesma cena.

Quando o marido volta do trabalho à noite, ela enfim lhe conta o
acontecido.


Sentindo-se ultrajado ele combina com ela:

- Amor, amanhã não vou trabalhar, se esse cretino aparecer, me escondo,
você atende e eu então apareço e lhe esmurro a cara.

Na manhã seguinte, tocam a campainha, porém o marido antes de se
esconder diz para a mulher:

- Se for o mesmo homem, quando ele lhe perguntar se você tem vagina,
diga-lhe que sim para sabermos o que ele vai dizer.

Ela atende, e o homem está lá de novo com a mesma pergunta:

- A senhora tem vagina?

Ela responde: - Tenho.

Ah..., ótimo ! Então me faça a gentileza de pedir ao seu marido que
pare de usar a da minha mulher e passe a usar a sua.

Muito obrigado pela sua atenção !.....

Até logo......

O mais importante é se aceitar

Aceitar que os anos passam e sua pele já não é mais a mesma coisa. É difícil, o mundo não valoriza aquele seu cabelo branco que é sinal de um passado já muito cheio de historia e sabedoria. HOMEM quando envelhece fica CHARMOSO, MULHER quando envelhece fica VELHA. Mundo cruel esse não acha?

O passar dos anos pode modificar o corpo, mas principalmente ele modifica a MENTE nos torna MULHERES e não ninfetas. Já sabemos o que queremos e quando queremos, não há muito espaço para aventuras, mas podemos sempre buscar novos horizontes.

Lindona infelizmente não vivemos na Terra do Nunca ( Se bem que o pozinho mágico ohhh existe ) e hoje em dia o legal é ter complexo de ninfeta (Corpo de Cocota com Cara de caveira). Saber lidar com as transformações do seu corpo é crucial para uma mente sã. Então se aceite, ame cada olheira em sua face, se entregue a vida e o resto… Bem o resto se constrói, pense bem nos seus objetivos ao longo dos anos, se reformule, reinvente quanto mais nos amamos mais o mundo olha pra gente.

Não dá pra ter alguém ao seu lado se você mesmo não se aceita SE AMAR é alicerce para uma mente Sã. O que importa se você está acima do peso, ou se já tem mais 30 e todos te chamam de TIA, na praia pegue aquele seu fio dental e exponha as curvas que você trabalhou tantos anos para definir e FODA-SE o resto. Tenha em mente a certeza que muitos vão olhar com desaprovação, mas TODOS vão ter inveja do seu EGO.

11 300x300 O mais importante é se aceitar

Se sua auto–estima estiver baixa algumas mudanças podem ser feitas, entenda que quando não nos amamos estamos sujeitos a qualquer tipo de relação para termos alguém do nosso lado e nos tornamos dependente de relações destrutivas. Quem nunca deixou de amar alguém e ficou com ele por pena?? EU já, e é a pior coisa que alguém pode fazer a um ser humano e fazemos isso sem ter a consciência de que o sofrimento maior que estamos causando é a nós mesmos.

Então confie em si mesmo, acredite na sua voz interior, respeite seus limites, reconheça que você tem valor, expresse seus sentimentos sem medo, sinta-se competente no que está fazendo não dependa sempre da aprovação dos outros, o autoconhecimento é fundamental para o aumento da sua auto-estima.

Cinco motivos que levam os homens a terminar uma relação

Muitas vezes e injustamente rotulados de serem incapazes de assumirem um compromisso sério e duradouro com uma mulher, de manter uma relação feliz e saudável, a verdade é que os homens tão depressa iniciam como terminam relacionamentos. Tal como as mulheres, também eles têm os seus motivos para acabar relações, sejam de longa, média ou curta duração: saiba as principais razões.

1. Eterno solteiro
Há qualquer coisa de muito especial e misterioso entre o ser masculino e o seu fascínio com a vida de solteiro. Só assim é que ele se sente verdadeiramente livre, descomprometido e de bem com o mundo… até encontrar uma mulher com quem queira partilhar algum do seu precioso tempo! No entanto, se ela começar a controlar cada movimento seu, a insinuar “passos mais sérios” ou pior “o casamento”, a corda invisível e permanente que lhe cerca o pescoço começa a apertar e ele desaparece sem deixar rasto. Na sua cabeça, nenhuma mulher vale a sua independência.

2. De anjo a demónio
Quando a mulher doce e meiga que conheceu há uns meses atrás – e lhe causou aquele agradável aperto no coração – se transforma numa bruxa de voz estridente que lhe arrepia a espinha e parece deitar fumo das orelhas cada vez que ele chega atrasado 5 minutos ou se esqueceu de ligar para lhe desejar uma boa noite, a coisa não vai acabar bem. Vai simplesmente acabar. Num abrir e fechar de olhos.

3. Quando o sexy se torna enfadonho
Se há uma coisa que os homens sabem fazer bem é apreciar uma mulher bem vestida… e se esse visual arrebatador foi especialmente pensado para eles, tanto melhor! Agora, quando volvidos alguns meses da relação, os saltos altos e um pouco de maquilhagem deram lugar a fato de treino e cabelo desmazelado, bem, é natural que eles comecem a olhar para a vizinha ou para qualquer outra mulher que emane aquela essência exclusivamente feminina. Ao questionarem-se: “onde está a mulher que conheci?”, a verdade é que já se descuidou demais e ele vai partir em busca de mais e melhor.

4. Ele não quer apenas uma, quê-las todas
Há homens que apreciam, acima de tudo, a conquista de uma mulher e não a mulher em si. São os jogos e tácticas de sedução que eles aperfeiçoam e às quais se entregam incondicionalmente, a mulher é apenas um prémio com o qual se contentam enquanto ela lhe resiste, fazendo-se de difícil e de independente. Uma vez conquistada, o homem perde rapidamente interesse e parte para outra, porque tem de começar tudo de novo para se sentir verdadeiramente feliz.

5. Na busca da mulher perfeita.
Ah, pois é. Os homens também nutrem uma missão secreta que é encontrar e conquistar a sua “princesa encantada”, mas fazem-no de uma forma muito sui generis. É que, para eles, existem as mulheres perfeitas para apresentar à família, para casar e serem a mãe dos seus filhos; mas também existem aquelas que são única e exclusivamente para “entreter” ou “dar umas voltas”, nunca na vida dariam à luz os seus filhos, sendo estas relações muitas vezes negadas quando os homens são questionados acerca das mesmas. Se pertencer a este último grupo, mais tarde ou mais cedo, a relação chegará ao fim.

Amor Próprio

Ninguém nunca vai gostar de você, enquanto você não aprender a gostar de si mesmo


Se tem algo que sempre percebo nas pessoas que converso, quando elas terminam um relacionamento ou estão procurando a felicidade, é a falta de amor próprio. Já reparou que você tende a pensar mais em quem você quer do que em você mesmo(a)? Ás vezes focamos demais na pessoa errada ou pensamos que não somos bons o suficiente.


Pensamento Negativo


Quando falo de pensamento negativo, não falo de nenhuma mágica ou algo inexistente. Faça um teste com você em frente ao espelho. Quais as primeiras cinco palavras que você diria pra si? Eu aposto que não são nada gentis.

Além de se punir, você costuma criar adjetivos que o tornam uma pessoa ruim. Você repete pra si próprio que não é capaz, que sempre perde, por exemplo, que é gorda demais, que ninguém te quer, que ficou velha, que seu cabelo é ruim, que nada dá certo pra você etc...

Se algo aconteceu de errado, não adianta apenas ficar remoendo o erro e se achando menos capaz, menos isso, menos aquilo. Suponha que a crise na sua relação tenha sido como um prédio que caiu. Ficar deitado lá no chão, repetindo mil vezes que não entende porque nada deu certo, querer que alguém estenda a mão pra você, só pra você continuar reclamando e "mancando", não resolve nada.

A primeira coisa a se fazer na crise, é afastar o pensamento negativo e levantar do chão certo? Os "escombros" do seu prédio do amor, não são responsabilidade sua. Quem irá limpá-lo agora será o tempo. Você tem é que sair dali e cuidar de si. "Medicar" seu coração, limpar toda a sujeira da tristeza, e esperar toda aquela poeira da crise baixar, para que você consiga ver as coisas com clareza.

Você é, você pode

Eu quero que você se olhe no espelho, e diga com sinceridade cinco palavras boas em relação a si. Para isso, você precisa perceber, que ao ser negativo, você não está fazendo nenhum progresso, e só vai atrair pessoas que também não dão importância pra si mesmo.

Pessoas felizes, só querem pessoas felizes. Enquanto você não aprender a se amar, não vai conseguir fazer isso com ninguém.

Segundo a doutora Diana Kirschner, "é difícil achar alguém que te trate melhor que você trata a si mesmo".

Se você encontra alguém assim, é provável que ele seja "bom demais" pra ser verdade, e você acabe não dando o valor. Vira um dos motivos pelo qual as mulheres largam um namorado muito bom pra elas por exemplo, pra ficar com alguém que não vale nada. Respeite você, ame você.


Quando você estiver no "chão", precisará se levantar, e voltar a ser a pessoa especial de antes. Seja feliz e positivo, faça com que as pessoas se sintam agradáveis ao ficar perto de você, é isso que aproxima as pessoas. Ninguém quer ficar perto de alguém que só chora, reclama, não se ama, e que passe uma imagem de baixo astral "feia".

O Bom humor faz com que as pessoas fiquem bonitas. O amor próprio costuma ser invejável. Quantas vezes as pessoas me escrevem dizendo que estão bem, e que coisas boas começaram a acontecer? Quem sabe seu namorado não se afastou porque você era desagradável com as palavras, com a vida?

Acredite, ninguém quer ficar perto de alguém que faz com que nossa vida que já é injusta ficar pior ainda. Se você programar a si próprio pra distribuir sorrisos, abraços, felicidade, amor, paixão, auto-confiança, beleza interna, pode ter certeza que só vai atrair o mesmo. É por isso que muitas vezes vemos um casal onde por exemplo, uma mulher que nem é bonita, com um homem lindo. O que ela tem a oferecer? Amor próprio, segurança, confiança de que ela é capaz, bom humor, pensamento positivo, vida!

Nós refletimos o que somos, pense nisso, pense feliz.

Cheia de mimos

Qual o limite entre mimar e ser mãe do seu companheiro?

Todo mundo gosta de ganhar um mimo de vez em quando. E parece que nós, mulheres, temos uma tendência natural a mimar o marido ou namorado: beijinhos, preocupações, cuidados. Se ele deixar, tomamos conta deles como quem cuida de um bebê - e é justamente aí que mora o perigo. Qual é o limite entre mimar e ser a mãe dele?


Mimar e ser mimado por quem amamos é uma das maravilhas do mundo. Mas é preciso apreciar com moderação. A curitibana Geissa, integrante da rede social do Bolsa de Mulher, é casada com Thiago e se preocupa em não mimá-lo demais. "Uma vez me disseram que o marido é o primeiro filho de uma mulher. E o pior de todos: já vem todo ‘estragado'", brinca Geissa, que anda correndo do papel de mãe do marido.

"Não fico em cima do meu marido fazendo tudo para ele. Afinal, casamento é uma troca. Cuido dele na mesma medida que ele cuida de mim", diz Geissa, que ainda não conseguiu se libertar das tarefas frequentemente atribuídas às mulheres como fazer comida, limpar da casa, lavar as roupas. "Mas ele sabe onde ele deve por a roupa suja. Se ele não coloca lá, depois não adianta vir reclamar que eu não lavei. Não fico atrás procurando". Ela garante que divide tarefas e reserva um tempo para alguns mimos, que, na sua visão, são demonstrações de carinho.

A usuária do Bolsa Schel é casada e tem uma visão mais pessimista da questão. Para ela, mimando e cuidando o tempo todo do marido, não tem jeito: deixamos de ser mulheres para encarnarmos o papel da mãezona. "Com o passar dos anos a gente vira mãe de todos. E passa a amar o marido como filho, o que não é legal", diz ela, que acredita que os homens ficam confortáveis nessa situação. "Acho que para o homem é cômodo. Sabe por quê? Porque, pra ser mulher de verdade, tem as de fora do casamento", diz.

A verdade é que num relacionamento amoroso todo mundo quer que o outro seja um pouco pai ou mãe. É o que pensa a publicitária Fernanda S., casada, que admite se sentir um pouco mãe e um pouco filha do marido. "A gente cuida um do outro, mima, dá carinho, faz brincadeira de criança e é tudo muito lúdico. Adoramos!". Ela conta que toma seus cuidados para não ser maternal demais. "O meu lado mulher tem que estar sempre em primeiro lugar. Por exemplo, eu gosto de brincar de enxugá-lo quando ele sai do banho, como uma mãezinha, mas acabo descambando para algo sensual", revela.

TESTE: VOCÊ MIMA O SEU NAMORADO?

Para a psicóloga Karen Camargo, é uma delícia receber um carinho ou algum tipo de cuidado do parceiro. "Quem não gosta de ser mimado? O homem muitas vezes vem de uma experiência anterior de mimo por parte da mãe. Assim, se ele foi muito cuidado ou mal acostumado, certamente vai gostar de uma parceira que faça igual", explica a psicóloga, lembrando que a mulher é preparada para cuidar. "Elas têm esta habilidade inata pois foram preparadas biologicamente para serem mães", explica.

Karen esclarece que quando a namorada ou esposa faz coisa como servir o prato dele ou falar para ele não esquecer o agasalho, isso também faz parte de uma classe de comportamentos que chamamos de cuidar. "Este sempre foi papel da mulher, como uma herança biológica. Por isso, é natural que a mulher queira cuidar de seu parceiro. O que se deve evitar são os exageros", lembra a psicóloga, alertando que fazer tudo pelo parceiro pode troná-lo preguiçoso ou passivo.

Ele não é mais criança!

Por mais que a vontade seja cuidar do parceiro, temos que ter em mente que ele já largou as fraldas há um bom tempo. "Mãe pega no pé. Do homem adulto, espera-se que ele saiba se defender ou mesmo lembrar de pegar uma blusa antes de sair. O que a mulher pode fazer é ajudá-lo a lembrar", sugere a psicóloga, avisando que pegar a blusa para ele pode, a longo prazo, torná-lo dependente, passivo e sem iniciativa.

Quando a porção mãezona da mulher toma muito espaço no relacionamento, as conseqüências não são nada boas. "A mulher pode ficar chata e atrapalhar a harmonia da relação. Quando a mulher assume o papel de mãe ou mima muito o parceiro, ele pode ficar ‘folgado', pois sabe que tem alguém que faz as coisas por ele. E aí, certamente no futuro a parceira vai se incomodar e isso pode causar desentendimentos na relação", finaliza.

Amor ou atração sexual?

ATENÇÃO: ESTE CONTEÚDO POSSUI TEOR SEXUAL E É IMPRÓPRIO PARA MENORES DE 18 ANOS.

O seu parceiro nunca a apresentou para a família ou amigos? Vocês só vão a lugares escondidos e, além disso, evita aparecer ao seu lado em público? Ele arruma uma desculpa para ir embora assim que termina o ato sexual? Se você respondeu sim para uma ou mais dessas perguntas, o seu namorado, ficante ou pretendente pode estar interessado somente em sexo.


Para algumas mulheres apaixonadas é difícil enxergar os sinais que surgem ao longo da relação. Como saber quais são as verdadeiras intenções do parceiro? Para o psicólogo Silmar Coelho, os indícios podem ser muitos. "Quando ele só liga para a parceira quando está a fim, se não é romântico, carinhoso, atencioso e só quer partir para os 'finalmente' ou fica irritado quando ela nega sexo", exemplifica ele.

COMO DAR A VOLTA POR CIMA E VOLTAR A SORRIR

Sem companheirismo

Segundo o ator Sidney Sampaio, outra forma de perceber o propósito real da relação é quando o homem desiste muito rápido a partir do momento em que a mulher começa a fazer jogo duro. "Acho que dá para notar isso também em outras situações. Por exemplo, se a mulher chama o cara para fazer qualquer coisa que não seja sexual e ele nega, ou nunca quer estar presente em momentos que casais normalmente compartilham como ir ao supermercado ou a um cineminha, podemos concluir que a pessoa só está a fim de curtir o lado sexual da história. Numa relação que não é só sexo, existe o companheirismo, o casal divide problemas, ajudam no cotidiano", afirma.

Sidney conta que nunca desconfiou que alguma namorada estivesse interessada apenas no sexo, mas revela que já teve relações cujo único fim era esse. "É claro que já tive relações que era só isso, mas ambas as partes estavam conscientes, era tudo bem resolvido", justifica. Apesar dos conselhos, o ator confessa que acha difícil para a mulher identificar os parceiros que não estão envolvidos emocionalmente, principalmente no início do relacionamento. "Acho que para a mulher é difícil perceber porque tem muito cara que é supergentil na hora da conquista, mas depois vira as costas. Então, ela tem que correr um risco inicial", opina.

Ele afirma ainda que não se pode generalizar dizendo que os homens só têm interesse única e exclusivamente pela hora 'H': "Ainda mais hoje que o mundo está tão moderno. Existem mulheres que são bem-resolvidas e que querem somente um parceiro sexual, já outras realmente buscam uma pessoa para dividir a vida. É a mesma coisa no caso dos homens. Há aqueles que realmente querem só sexo, mas outros procuram uma parceira não somente na cama, mas na vida também".

Equalize

Pitty

Composição: Peu Sousa / Pitty

Às vezes se eu me distraio
Se eu não me vigio um instante
Me transporto pra perto de você
Já vi que não posso ficar tão solta
Me vem logo aquele cheiro
Que passa de você pra mim
Num fluxo perfeito

Enquanto você conversa e me beija
Ao mesmo tempo eu vejo
As suas cores no seu olho, tão de perto
Me balanço devagar
Como quando você me embala
O ritmo rola fácil
Parece que foi ensaiado

E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é
Eu vou equalizar você
Numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim

Adoro essa sua cara de sono
E o timbre da sua voz
Que fica me dizendo coisas tão malucas
E que quase me mata de rir
Quando tenta me convencer
Que eu só fiquei aqui
Porque nós dois somos iguais

Até parece que você já tinha
O meu manual de instruções
Porque você decifra os meus sonhos
Porque você sabe o que eu gosto
E porque quando você me abraça
O mundo gira devagar

E o tempo é só meu
E ninguém registra a cena
De repente vira um filme
Todo em câmera lenta
E eu acho que eu gosto mesmo de você
Bem do jeito que você é

Eu vou equalizar você
Numa freqüência que só a gente sabe
Eu te transformei nessa canção
Pra poder te gravar em mim (2x)

Ainda Bem

Vanessa da Mata

Composição: Liminha/Vanessa da Mata

Ainda bem
Que você vive comigo
Porque senão
Como seria esta vida?
Sei lá, sei lá
Nos dias frios em que nós estamos juntos
Nos abraçamos sob o nosso conforto
De amar, de amar

Se há dores tudo fica mais fácil
Seu rosto silencia e faz parar
As flores que me manda são fato
Do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte
Seria o acaso e não sorte

Ainda bem
Que você vive comigo
Porque senão
Como seria esta vida?
Sei lá, sei lá
Se há dores tudo fica mais fácil
Seu rosto silencia e faz parar
As flores que me manda são fato
Do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam
Os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte
Seria o acaso e não sorte

Nesse mundo de tantos anos
Entre tantos séculos
Que sorte a nossa hein?
Entre tantas paixões
Nosso encontro
Nós dois, esse amor.

Entre tantos outros
Entre tantos séculos
Que sorte a nossa hein?
Entre tantas paixões
Esse encontro
Nós dois, esse amor

Entre tantas paixões
Esse encontro
Nós dois, esse amor.

Anjo Bom

Adão Negro

Composição: Sérgio Cassiano

Tão longe de você
Mas eu vou voltar, ó meu amor
Não se esqueça de mim
Eu quis ficar tão perto de você e não sair
Mas a vida quis assim

Não tarda o sol vai iluminar o nosso amor
E a saudade vai ter fim
E eu vou cantar nossa canção de amor
E vai ser tudo de bom

E a gente vai fazer um carnaval
Uma alegria amor sem fim
Ó meu anjo bom quero você perto de mim


Agridoce

Pato Fu

Composição: John

Por que você às vezes
Se faz de ruim?
Tenta me convencer
Que não mereço viver
Que não presto, enfim

Saio em segredo
Você nem vai notar
E assim sem despedida
Saio de sua vida
Tão espetacular

E ao chegar lá fora
Direi que fui embora
E que o mundo já pode se acabar
Pois tudo mais que existe
Só faz lembrar que o triste
Está em todo lugar

E quando acordo cedo
De uma noite sem sal
Sinto o gosto azedo
De uma vida doce
E amarga no final

Saio sem alarde
Sei que já vou tarde
Não tenho pressa
Nada a me esperar
Nenhuma novidade
As ruas da cidade
O mesmo velho mar

quinta-feira, 27 de maio de 2010

CIÚMES




Considerada uma das emoções humanas mais potentes, já todos nós sentimos ciúmes numa ou noutra altura das nossas vidas. Dependendo da nossa personalidade, situação e circunstâncias envolventes, o ciúme pode variar em termos de tipo e de grau de intensidade. Embora existam pessoas com mais e menos tendência para serem ciumentas, a verdade é que ninguém lhe escapa.

DEFINIÇÕES COMUNS

Embora os ciúmes sejam quase exclusivamente um sentimento íntimo, apenas partilhado entre o casal, a sua presença no dia-a-dia é altamente mediática, sendo mesmo o tema central de milhares de filmes, livros, músicas e outras manifestações artísticas. O dicionário português da Porto Editora apresenta três definições para a palavra ciúme:

  1. “Inveja de alguém que usufrui de uma situação ou de algo que não se possui ou que se desejaria possuir em exclusividade.”
  2. “Sentimento de possessividade em relação a algo ou alguém.”
  3. “Sentimento gerado pelo desejo de conservar alguém junto de si ou por não conseguir partilhar afectivamente essa pessoa; sentimento gerado pela suspeita da infidelidade de um parceiro.”

ORIGENS ESCALDANTES

A própria palavra “jealous” em inglês tem uma origem curiosa: vem da palavra “jalousie” que é uma derivação da palavra francesa para ciumento – “jaloux”. Esta, por sua vez, está relacionada com a palavra “zelosus” que em latim significa “cheio de zelo”. Se recuarmos mais um pouco, encontramos o termo grego “zelos” que está associado ao conceito de “ferver” ou “fermentar”. No mínimo, curioso…

SENTIMENTOS À FLOR DA PELE

O ciúme é sentido por pessoas de todas as idades, os especialistas dizem que até bebés muito novos experimentam esta emoção que, no fundo, pode ser representada por um turbilhão de emoções e exteriorizada através de diversos tipos de comportamentos. Quem sente ciúmes tem, por norma, pensamentos e sentimentos negativos em relação à ameaça de perda de algo que possui e que lhe é muito importante e precioso. Juntamente com a própria emoção que é o ciúme, juntam-se várias outras emoções, igualmente poderosas: medo, ansiedade, incerteza, insegurança, desconfiança, humilhação, tristeza, desgosto, raiva, descontrole, vingança, depressão…

O AMOR E OS CIÚMES

Se há algum aspecto da vida em que os ciúmes são mais dominantes é na esfera amorosa. Aliás, um dos temas mais recorrentes em matéria de ciúmes é, sem dúvida, a existência (real ou não) de uma terceira pessoa que ameaça o relacionamento de um casal. Se um dos elementos de determinado casal se sentir ameaçado por alguma coisa ou alguém que possa retirar-lhe a pessoa amada, é aí que os ciúmes falam mais alto. Embora os ciúmes sejam uma parte integrante e normal da natureza humana e das relações pessoais e profissionais, existem vários tipos de ciúmes, a começar pelos ciúmes inocentes e inofensivos; terminando nos ciúmes obsessivos e até perigosos. Enquanto algumas pessoas conseguem lidar bem com essa emoção e todas as outras que o ciúme provoca, dificilmente exteriorizando aquilo que sentem; outras não conseguem conter esses ciúmes e precisam de os expressar ao seu companheiro(a), quer em tom de vitimização e protecção, quer em tom acusatório e possessivo.

“O ciúme nasce sempre do amor, mas nem sempre morre com ele.” - François de la Rochefoucauld (escritor francês do século XVII)

http://pestalozzilinhares.com.br/

O MEU AMOR POR VOCÊ É INCALCULÁVEL

Encontrar-te foi algo assim... assim como encontrar o mais perfeito grão de areia na imensidão do oceano, conhecer-te foi muito... muito mais que isso, foi como uma dádiva de Deus, agora viver ao teu lado, meu amor, é a realização plena de uma vida, é como viver uma infinidade de vidas numa única vida, é como viver a eternidade nessa pequena fração de tempo que é a vida humana.
Não me importa que a vida dure tão pouco em relação ao universo, não importa que daqui algum tempo não haja mais nenhuma marca da minha passagem por esta vida; O que importa, meu amor, é que, quando passei por esta vida, eu tive uma oportunidade única, uma oportunidade que poucos tiveram: a oportunidade de te conhecer e passar minha curta passagem ao teu lado.
Meu amor, eu não só te digo que me fizestes feliz, mas principalmente que me faz hoje e certamente continuará a me fazer amanhã. EU TE AMO ENDRIO!


AMOR ETERNOOO

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Entendendo a mente dos homens

Estamos acostumadas à idéia de que os homens são insensíveis, egoístas e não se importam com nossos sentimentos. Na verdade, muitas coisas que imaginamos não são tão verdadeiras assim. São rótulos que foram colocados ao longo dos anos pela sociedade.




No início de tudo, eles eram os únicos responsáveis pela manutenção do lar, da família e da paz na sociedade. Nosso papel se resumia a cuidar de casa. Hoje em dia, as mulheres têm um papel muito mais atuante na sociedade, com uma independência financeira, sexual e uma atitude muito menos submissa. Todas essas alterações aconteceram mais rápidas do que os homens tiveram capacidade de compreender.

Até hoje, muitos homens têm dificuldade em aceitar o fato de a sua parceira ganhar mais ou ter um desempenho profissional melhor que o seu. Outros, a pesar de terem buscado isso, não se sentem confortável com a independência que as mulheres demonstram ter com relação a eles. A pressão sobre suas atitudes é maior e mais questionável.

Vamos tentar esclarecer alguns pensamentos sobre os homens:

Sexo:

Sim eles pensam muito em sexo, desejam as mulheres e sentem muito mais tesão com o visual do que nós, que somos mais eróticas e românticas. Por outro lado, eles pensam em sexo como um peso, porque são responsáveis pela satisfação total das mulheres e o medo de broxar os acompanha frequentemente. Isso porque, hoje a maioria das mulheres já teve experiências sexuais, sabem comparar e querem ter satisfação.

Com relação a preliminares, eles realmente acham menos necessário que as mulheres, porque seu prazer está na penetração. A boa notícia é que eles sentem necessidade de satisfazer a mulher e para isso muitos sabem da importância das preliminares, beijos e toques. Se o seu parceiro anda esquecendo essa etapa, lembre-o de maneira carinhosa.

Amor:

Homens sofrem por amor. Choram e sentem tristeza quando levam um fora de uma mulher que amam. A grande diferença está na forma do sofrimento. Nós mulheres choramos em público, nos descabelamos por telefone com todas as amigas, não conseguimos trabalhar e parece que a vida acabou. Eles, mais uma vez, foram educados com o passar dos anos para serem fortes e que chorar e sofrer são sinônimos de fraqueza. Eles não ligam para os amigos chorando, falam com pesar do que aconteceu; não deixam isso interferir no trabalho, mas por dentro estão arrasados e trocam muitos bares com amigos por noites de reclusão em casa.

E o romantismo masculino? Onde está? “É muito difícil encontrar homens românticos.” Essa é uma queixa comum entre as mulheres. O grande problema, desculpem a repetição, começa desde o início da vida. Nós brincamos de bonecas e eles de luta, carrinho entre outras coisas. Nós de pequenas sonhamos com o casamento e com flores. Eles nos carros que esperam possuir. Nós temos o romantismo como algo natural, umas mais outras menos. Os rapazes têm que desenvolver esse dom. Isso depende muito das atitudes que ele viu e acompanhou em casa, ou seja, como seu pai trata a sua mãe, e também dos relacionamentos que teve. Cabe às mulheres ensinar para seus parceiros o que gostariam de receber e como acha que um relacionamento dever ser. Quando aprendem, eles adoram ter atitudes que vão nos deixar feliz. Mas não torne a falta de romantismo uma cobrança constante e com o tempo ele vai fazer coisas surpreendentes para você, e o melhor, porque ele quis.

Relacionamento:


Casamento! Essa palavra assusta a maioria dos homens por um simples motivo: eles têm medo de perder sua liberdade para sempre. E fique claro que liberdade aqui não é sair atrás de outras mulheres, mas sim a liberdade de jogar bola com os amigos quando bem entenderem, marcar aquele choppinho com a galera no sábado à tarde sem hora para acabar etc. Mas a maioria quer construir uma família, só querem um pouco mais tarde do que nós. Por isso, se acha que está chegando o momento de falar sobre isso, não se intimide e alinhe suas expectativas com as dele.

Por fim o temido assunto: traição! “Homens traem mais que as mulheres; todo homem trai; você acha que namoro há sete anos e ele nunca me traiu?” Homem tem essa fama e desculpem rapazes, vocês foram responsáveis por construir esse cenário. Mas com todas essas mudanças culturais pelas quais estamos passando, já a quem diga que as mulheres traem tanto quanto os homens. Elas estão mais expostas a encontros casuais, o dia a dia fora de casa gera mais possibilidades e muitas já não se sentem mal com isso. Porém algo é preciso ser dito: não são todos os homens que traem, não por falta de vontade, mas por respeito à parceira, o medo de serem descobertos e acabar o relacionamento, a dificuldade de conviver com a consciência pesada.

Mulheres:

Os homens adoram estar cercados de belas mulheres, principalmente para mostrar para os amigos e para a sociedade. Mas muitos homens além da beleza buscam mulheres inteligentes, simpáticas, que adorem seus amigos e que sejam agradáveis. A base de um relacionamento duradouro é a admiração e nada melhor do que um parceiro que te admire, com todos os seus defeitos.
AMO VC END.............

SAUDADESSS

quarta-feira, 19 de maio de 2010

O Que Eu Também - Não Entendo

Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Prá que você possa entender
O que eu também não entendo...
Amar não é ter que ter

Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito prá ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir...
Já pensei em te largar

Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...
Posso brincar de descobrir

Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteisPosso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com vocêEu tô tranquilo, tranquilo...
Agora o que vamos fazer

Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também...
Já pensei em te largar

Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender...
Posso brincar de descobrir

Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo...
Agora o que vamos fazer?

Eu também não sei!
Afinal, será que amarÉ mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Estou aprendendo também...

domingo, 16 de maio de 2010

O trovador solitário

FOTO:  MARCO ANTONIO TEIXEIRA/AJB "Muita gente achava ele chato, mas Renato era o catalizador. Era quem unia aquela gente toda. Quem fazia com que as coisas acontecessem", dizia Renato Rocha, o então futuro baixista da Legião Urbana.

Freqüentavam festas, escutavam discos importados. O gosto geral era pelo punk. "De 76 a 78 eu ouvia muito rock progressivo. Aí o progressivo acabou. Genises e Yes perderam componentes. Comecei a ouvir Beach Boys, Jefferson Airplane, Bob Dylan e Leonard Cohen. Então, os jornais passaram a falar mal de toda essa gente. Apontavam para o Sex Pistols. Eu ficava curioso", disse Renato Russo em entrevista à revista Bizz.
Com essas influências, e mais The Clash e Eddie And The Hot Rods, Renato, que ainda não se chamava Russo, formou o Aborto Elétrico em 1978, banda que reunia os músicos Fé Lemos e André Pretórios. Renato tocava baixo, Fê era baterista e André ficava na guitarra e no vocal. Chegaram a fazer sucesso nas festinhas de Brasília. Mas André, filho do embaixador da África do Sul, teve que se alistar. "Foi para África lutar contra os negros", lamentou o músico.
Em uma discussão, Fê jogou uma baqueta no Renato. Neste momento, o grupo chegava ao fim. Surgiu então o Trovador Solitário: Renato Russo, um banquinho e um violão. Mas sua fase Bob Dylan não duraria muito. "Sempre gostei de ’tchurma’. Desde pequeno era ligado em filmes de ’tchurmas’", dizia o futuro vocalista.
Legionatários - Renato decidiu então formar uma base de baixo/ bateria - ele e Marcelo Bonfá - e chamar integrantes de bandas locais para a voz e a guitarra. Sempre com uma formação diferente. Daí o nome Legião Urbana. Mas esta idéia inicial não deu certo.
Mudanças aconteceram e logo já contavam com um guitarrista fixo, Eduardo Paraná, que só queria solar. Contudo, o objetivo era fazer um som mais elaborado que o do Aborto. Chamaram também o tecladista Paulo Paulista Guimarães. Com esta formação, fizeram a primeira apresentação do grupo, em setembro de 1982.
O virtuosismo de Paraná e Paulista empurraram os dois para fora da banda. Renato Russo passou então a contar com a guitarra de Ico Ouro Preto (irmão de Dinho, futuro vocalista do Capital Inicial). Mas esse também não durou muito. Finalmente, Dado Villas-Lobos assumiria a guitarra.
Um dia de 1984 veio a notícia-bomba: Renato Russo havia cortado os pulsos. A comoção foi geral. Mas o próprio tratava de falar que o gesto não passava de um "acidente". "Cortei os pulsos mas não para me matar nem nada. Foi frescura, eu estava bêbado", explicava. Fôra uma besteira para chamar a atenção de algum rapaz. Renato era carente, capaz de se apaixonar com a maior facilidade. E de se frustrar com mais facilidade ainda.
Segundo o jornalista Arthur Dapieve na biografia do músico, da série Perfis do Rio, a inatividade de Renato Russo criava um problema. Ele havia perdido alguns movimentos das mãos. Não poderia tocar baixo durante algum tempo. O músico também estava querendo ter mais liberdade para cantar e cuidar dos interesses da Legião. Foi assim que o baixista Renato Rocha entrou em cena. A banda começou a se apresentar fora de Brasília.
Nessa época, os Paralamas do Sucesso já haviam gravado e faziam sucesso. Com o exemplo dos amigos da Capital Federal, "os legionários" acreditavam que era uma questão de tempo para que estourassem também. Renato sonhava acordado. Chegou a dizer para os pais que seria o líder da maior banda do país. Uma fita demo da Legião Urbana tocava na Rádio Fluminense do Rio, mãe da renascença do rock brasileiro nos anos 80.
Qaundo começaram a ficar badalados em Brasília, as propostas de gravadoras apareceram. O primeiro convite foi feito, porém, pelo trabalho errado. Chegara a gravadora EMI Odeon uma demo de Renato quando este ainda assinava ’Trovador Solitário’. Gostaram do estilo Bob Dylan e do vozerão Elvis Presley. Mas não iriam ter interesse em outro trio de Brasília cujo cantor usava óculos.
No entanto, o grupo não sabia dessas histórias. Chegou a ir ao Rio para gravar outro demo no final de 1983, que não foi aproveitado. No início de 1984, novamente vieram à cidade carioca, desta vez para um compacto. Os produtores queriam Geração Coca-Cola como um rock country. Quando os meninos descobriram a intenção, saíram pela escada abaixo. Na saída, trombaram com outro produtor da casa, Mayrton Bahia. Foi a salvação. Um tal de deixa disso que fez com que os ânimos se acalmassem.

Legião Urbana

O poeta

- Não entendo as letras deste grupo. Tem algum sentido, por exemplo, Meu filho vai ter nome de santo? / Quero o nome mais bonito

A adolescente responde: - Todo mundo é coberto de boas intenções quando tem filhos, mãe. Desejam sua felicidade. Tentam escolher os melhores nomes. A letra fala justamente disso. De como as pessoas depois se perdem, cometem erros que não queriam. E pais e filhos se tornam tristes e sozinhos. Sem que ninguém tenha culpa. Ou que todo mundo a tenha.

FOTO:  ANTONIA MARCIA/AJBRenato Manfredini Junior nasceu no dia 27 de março de 1960, às 4 horas, no Humaitá, Zona Sul do Rio de Janeiro. Teve uma infância comum. Soltava pipa, brincava de pique, andava de carrinho de rolimã onde morava, na Ilha do Governador, bairro da Leopoldina. Certa vez, perguntado por uma repórter do Jornal do Brasil se era uma criança introspectiva, respondeu em tom maroto: "eu aproveitava os dias de chuva".

Filho de pai economista do Banco do Brasil e de mãe professora de inglês, Renato teve uma infância tranqüila, em uma família de classe média alta, onde pôde adquirir uma boa amplitude cultural. Principalmente, depois da estada fora do Brasil. Aos sete anos de idade, ’Juninho’, como era chamado na época, mudou-se para Nova Iorque, porque o Renato pai iria fazer um curso, logo sendo matriculado em uma escola local. Juninho e Carmem Teresa, sua irmã caçula, puderam então ampliar seus conhecimentos na língua de Shakespeare.

Depois de retornar para o Rio, a família foi morar em Brasília. Ali começaria a fase mais traumática até então. Em 1975, com 15 anos, Renato ficou impossibilitado de andar. Sofria de epifisiólise, uma doença rara que ataca os ossos. Passou por diversos tratamentos e operações. Voltaria a caminhar já aos 17 anos.

Nome artístico - Apesar da complicação natural da situação, Renato acabou aproveitando o tempo para ler. Ele chegou a criar uma banda fictícia, na qual o cantor/alter ego se chamava Eric Russel. O sobrenome artístico era uma homenagem coletiva ao filósofo Jean-Jacques Rousseau, ao pintor naîf Henri Rousseau e ao filósofo Bertrand Russell. Esta mistura filosófica e artística daria origem também ao ’Russo’ do Renato.

Antes de realizar o sonho, porém, o futuro músico ainda seria professor de inglês, programador de rádio e jornalista. Lecionando na Cultura Inglesa, foi escolhido pela entidade para recepcionar o Príncipe Charles quando o monarca inaugurou uma das filiais do grupo. E lá estava Juninho com seu inglês perfeito.

Andava com uma certa ’Turma da Colina’. Rapazes que se reuniam em um conjunto de prédios construídos para abrigar professores e funcionários da UnB. Um enclave de liberdade em uma Brasília sombria. Embaladas por maconha e garrafões de vinho, diversas bandas de punk rock surgiram do núcleo cultural.

L´Avventura - Legião Urbana

Quando não há compaixão
Ou mesmo um gesto de ajuda
O que pensar da vida
E daqueles que sabemos que amamos ?

Quem pensa por si mesmo é livre
E ser livre é coisa muito séria
Não se pode fechar os olhos
Não se pode olhar pra trás
Sem se aprender alguma coisa pro futuro

Corri pro esconderijo
Olhei pela janela
O sol é um só
Mas quem sabe são duas manhãs

Não precisa vir
Se não for pra ficar
Pelo menos uma noite
E três semanas

Nada é fácil
Nada é certo
Não façamos do amor
Algo desonesto

Quero ser prudente
E sempre ser correto
Quero ser constante
E sempre tentar ser sincero

E queremos fugir
Mas ficamos sempre sem saber

Seu olhar
Não conta mais histórias
Não brota o fruto e nem a flor

E nem o céu é belo e prateado
E o que eu era eu não sou mais
E não tenho nada pra lembrar

Triste coisa é querer bem
A quem não sabe perdoar
Acho que sempre lhe amarei
Só que não lhe quero mais

Não é desejo, nem é saudade
Sinceramente, nem é verdade

Eu sei porque você fugiu
Mas não consigo entender
Eu sei porque você fugiu
Mas não consigo entender

Vento No Litoral - Legião Urbana

De tarde quero descansar
Chegar até a praia e ver
Se o vento ainda esta forte
E vai ser bom subir nas pedras

Sei que faço isso pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

Agora está tão longe
ver a linha do horizonte me distrai
Dos nossos planos é que tenho mais saudade
Quando olhávamos juntos
Na mesma direção
Aonde está você agora
Alem de aqui dentro de mim...

Agimos certo sem querer
Foi só o tempo que errou
Vai ser difícil sem você
Porque você esta comigo
O tempo todo
E quando vejo o mar
Existe algo que diz
Que a vida continua
E se entregar é uma bobagem...

Já que você não está aqui
O que posso fazer
É cuidar de mim
Quero ser feliz ao menos,
Lembra que o plano
Era ficarmos bem...

Eieieieiei!
Olha só o que eu achei
Humrun
Cavalos-marinhos...

Sei que faço isso
Pra esquecer
Eu deixo a onda me acertar
E o vento vai levando
Tudo embora...

Maurício - Legião Urbana

Já não sei dizer se ainda sei sentir
O meu coração já não me pertence
Já não quer mais me obedecer
Parece agora estar tão cansado quanto eu
Até pensei que era mais por não saber
Que ainda sou capaz de acreditar
Me sinto tão só
E dizem que a solidão até que me cai bem
Às vezes faço planos
Às vezes quero ir
Pra algum país distante
Voltar a ser feliz

Já não sei dizer o que aconteceu
Se tudo que sonhei foi mesmo um
sonho meu
Se meu desejo então já se realizou
O que fazer depois
Pra onde é que eu vou?
Eu vi você voltar pra mim
Eu vi você voltar pra mim
Eu vi você voltar pra mim...

Eu Era um Lobisomen Juvenil - Legião Urbana

Luz e sentido e palavra
Palavra é!
Que o coração não pensa
Ontem faltou água
Anteontem faltou luz
Teve torcida gritando
Quando a luz voltou
Não falo como você fala
Mas vejo bem
O que você me diz...

Se o mundo é mesmo
Parecido com o que vejo
Prefiro acreditar
No mundo do meu jeito
E você estava
Esperando voar
Mas como chegar
Até as nuvens
Com os pés no chão...

O que sinto muitas vezes
Faz sentido e outras vezes
Não descubro um motivo
Que me explique porque é
Que não consigo ver sentido
No que sinto, que procuro
O que desejo e o que faz parte
Do meu mundo...

O arco-íris tem sete cores
E fui juiz supremo
Vai, vem embora, volta
Todos têm, todos têm
Suas próprias razões...

Qual foi a semente
Que você plantou?
Tudo acontece ao mesmo tempo
Nem eu mesmo sei direito
O que está acontecendo
E daí, de hoje em diante
Todo dia vai ser
O dia mais importante...

Se você quiser alguém
Prá ser só seu
É só não se esquecer
Eu estarei aqui...(2x)

Não digo nada
Espero o vendaval passar
Por enquanto eu não sei
O que você me falou
Me fez rir e pensar
Porque estou tão preocupado
Por estar
Tão preocupado assim...

Mesmo se eu cantasse
Todas as canções
Todas as canções
Todas as canções
Todas as canções do mundo
Sou bicho do mato...

Mas se você quiser alguém
Prá ser só seu
É só não se esquecer
Eu estarei aqui...{4x}

Ou então não terás jamais
A chave do meu coração...

Quando achamos que temos todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas.

Quebrar protocolos exige maturidade e sabedoria


É certo que ainda existe muito preconceito com relação à idade no relacionamento, mas, até onde essa diferença pode ser considerada benéfica? O universo masculino é naturalmente diferente do feminino. De acordo com especialistas na área de relacionamentos, um grande erro que acontece freqüentemente é um querer trazer o outro para o seu universo. Quando a diferença de idade é muito grande, na maioria das vezes o casal leva mais um tempo para se ajustar. A diferença de idade tem sido, nos últimos tempos, um assunto bastante debatido dentro dos relacionamentos. Muitos psicólogos explicam que, pelo fato de a mulher ter se tornado mais volúvel, preferindo somente “ficar”, os homens têm se interessado por mulheres mais velhas. A Bíblia não relata nenhum parecer sobre esse fato. Deus respeita a escolha de seus filhos. Proibir um namoro por questão de cor, raça, nível social, financeiro ou diferença de idade, certamente é preconceito. E preconceito é pecado. O que precisa ser muito bem esclarecido, porém, é que no caso de a diferença ser “gritante” os dois precisam estar conscientes de que vão enfrentar olhares de discriminação. Isso é fato. A questão é: Os dois estão dispostos a enfrentar as críticas? Se a resposta for sim, certamente nada impedirá de serem felizes. Se um dos dois, no entanto, não tiver tanta certeza, o melhor a fazer é conversar mais um pouco para saber se, realmente, é isso que querem. Quando a diferença ultrapassa 10 anos, o relacionamento se torna um pouco complicado por causa das experiências que cada um adquiriu no decorrer desse tempo. A mulher é naturalmente mais madura. Apesar de ser bem mais emocional do que o homem, ela deseja segurança todo o tempo. Se o homem mais novo é do tipo responsável e protetor, certamente ela não terá muitos problemas. Ele, porém, por ser mais jovem, pode exigir dela uma vida sexual mais ativa. Isso pode comprometer, e muito, o matrimônio caso ela não corresponda com a mesma intensidade. Não se pode engessar uma história a fim de passar como exemplo para todas as outras parecidas, pois cada caso é um caso. Ao aconselhar um casal de jovens nesse assunto, um pastor orientou da seguinte forma: “Pense em como ela estará daqui a vinte anos. Se você continuar a amá-la mesmo diante dos traços que o tempo naturalmente irão trazer, vá em frente.” Dessa mesma forma pode se aplicar a mulher que casa com um homem bem mais velho. Fonte by Nilbe Shlishia

sábado, 15 de maio de 2010

De Tanto Te Querer

Jorge e Mateus
Larga tudo e vem correndo
Vem matar minha vontade
Já faz tempo que eu tô sofrendo
Mereço um pouco de felicidade
Larga tudo e vem correndo
Pra eu mergulhar no teu sorriso
Me arranca desse inferno
Me leva pro seu paraíso
Eu não desisto do que eu quero
Mas não me desespero
Te espero
Na tarde quente ou madrugada fria
Na tristeza ou na alegria
Ficar sozinho não rola mas amor não se implora
Nem se joga fora
O amor a gente conquista e não há quem desista
Se o coração chora
Chora com vontade de te ver
Chora com saudade de você
Chora às vezes eu nem sei porque
Deve ser de tanto te querer
De tanto amar você
Eu não desisto do que eu quero
Mas não me desespero
Te espero
Na tarde quente ou madrugada fria
Na tristeza ou na alegria
Ficar sozinho não rola mas amor não se implora
Nem se joga fora
O amor a gente conquista e não há quem desista
Se o coração chora .
Chora com vontade de te ver
Chora com saudade de você
Chora às vezes eu nem sei porque
Deve ser de tanto te querer
" Amor que é amor dura a vida inteira. Se não durou é porque nunca foi amor. O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. Sem perdão não há amor. Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou. O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: "Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto." O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar. O poeta soube traduzir bem quando disse: "Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração!"

( Padre Fábio de Melo)

quinta-feira, 13 de maio de 2010

/(.") (",)
./\ . . /\.
_| |_ . _| |_

Eu..Adriana
Ele... Endrio
Eu... Câncer
Ele... Capricórnio
Eu..Grêmio
Ele...tbm
Eu... Falo
Ele... Me escuta
Eu... Reclamo
Ele... Me agüenta
Eu... Choro
Ele... Me faz sorrir
Eu... Me desespero
Ele... Me acalma
Eu... Sou apaixonada por ele
Ele... É apaixonado por mim
Eu... Completo ele
Ele... Me completa
Nós... Seremos em breve 1 só.

"Nada que é feito com amor, é pequeno ou sem valor"

amo vc maridooo

terça-feira, 11 de maio de 2010

Quando eu me for por umas horas...
Sentirás a minha ausência e pensarás em mim.
Quando eu me for por uma semana...
Ansiosa aguardarás a minha volta.
Quando eu me for por um mês...
Sentirás uma imensa saudade.
Quando eu me for por um ano...
A angústia e a saudade te farão sofrer.
E quando eu me for para sempre...
Quando eu não mais sorrir,
Quando não mais tiveres o meu coração,
Quando não mais tiveres o meu carinho,
Quando não mais tiveres o meu amor,
Quando não mais tiveres a minha presença...
Parecerás morrer, parecerás indiferente, vazia, sem mais nada querer, mas lembra-te do meu amor, esse pobre amor, foi alimentado por recordações, essas eu sei, são lindas e te ajudaram a sofrer menos.
Podes lembrar de mim sorrindo ou até mesmo com lágrimas nos olhos. Olha o mar e lembra-te que um dia ele quase nos levou juntos ao infinito...
Quando estiveres só lembra-te, eu também nunca gostei da solidão... Sozinha poderás ter o mais belos dos encontros, o encontro contigo mesma.
Ao ouvir a nossa música, lembra-te, que nada poderás fazer para que deixe de ser nossa.
E quando tiveres uma flor nas mãos, lembra-te que te AMEI; e não a destruas.
Ao veres uma criança, lembra-te, sempre fui uma criança, porque só as crianças sabem o que querem.
Quando alguém te olhar nos olhos, lembra-te eu também te olhei. Só os inseguros não o fazem.
Assim terás em tudo, a minha presença e sofrerás menos. Então esquecido serei para ti apenas tristezas momentâneas, uma recordação quase cega, uma chama quase apagada.
Eu serei dia, serei noite, eu serei sempre um pouco de tudo ou o tudo do nada...
... Eu serei o vento que passou, apenas alguém que te amou...

Se eu morrer antes de você - Chico Xavier


Se eu morrer antes de você,
faça-me um favor:
Chore o quanto quiser,
mas não brigue com Deus
por Ele haver me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar,
não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem
algum fato a meu respeito,
ouça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo,
só porque morri,
mostre que eu tinha um pouco de santo,
mas estava longe
de ser o santo que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio,
mostre que eu talvez tivesse um pouco
de demônio, mas que a vida
inteira eu tentei ser bom e amigo.
Espero estar com Ele o suficiente para
continuar sendo útil a você, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever
alguma coisa sobre mim,
diga apenas uma frase:
- "Foi meu amigo,
acreditou em mim
e me quis mais perto de Deus!"
- Aí, então, derrame uma lágrima.
Eu não estarei presente para enxugá-la,
mas não faz mal.
Outros amigos farão isso no meu lugar.
E, vendo-me bem substituído,
irei cuidar de minha nova tarefa no céu.
Mas, de vez em quando,
dê uma espiadinha na direção de Deus.
Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz
vendo você olhar para Ele.
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai,
aí, sem nenhum véu a separar a gente,
vamos viver, em Deus,
a amizade que aqui nos preparou para Ele.
Você acredita nessas coisas?
Então ore para que nós vivamos
como quem sabe que vai morrer um dia,
e que morramos como
quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu
para mais perto da gente,
e se inaugura aqui mesmo o seu começo.
Mas, se eu morrer antes de você,
acho que não vou estranhar o céu...
"Ser seu amigo...
já é um pedaço dele..."

Quando eu não mais existir

Quando eu não mais existir, me procure na chuva, quem sabe eu serei os pingos que molham o seu rosto sem você perceber. Quando eu não mais existir, me procure nas flores, quem sabe eu serei o perfume daquela que você tocar. Quando eu não mais existir, me procure nas palavras,pois serei a mais pura palavra.

Me procure no mar, pois serei as ondas que irão ao seu encontro.

Quando eu não mais existir em sua vida, lembre-se por algum motivo não estamos juntos, mais durou o suficiente para ser inesquecível. E disso resultou uma coisa mais valiosa que qualquer pessoa possa imaginar.

O Amor que sinto hoje por você e que sempre irei sentir e que nem tempo irá apagar, pois eu estarei em sua lembrança nas ondas do mar, na gota da chuva, no orvalho, nas palavras, no seu pensamento e no meu Amor por você.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A Mulher Banana – Martha Medeiros(adorooooo)

Não sei se você já conhecia a Mulher Melancia e a Mulher Jaca. Eu só soube da existência dessas criaturas na semana passada. São duas dançarinas de funk que ganharam notoriedade por possuir quadris avantajados (respectivamente, 121cm uma, 101cm a outra). Essa é toda a história, com começo, meio e fim.

Tem também a Mulher Rodízio, forma bem-humorada que a onipresente Preta Gil se autobatizou, justificando que ela tem carne pra todo mundo.

Pois agora vou apresentar pra vocês a grande novidade desse mercado tão nutritivo: a Mulher Banana.

A Mulher Banana, se tivesse um quadril de 120cm, correria três horas por dia numa esteira. Se isso não adiantasse, correria para uma mesa de cirurgia a fim de tirar uns cinco bifes de cada lado, porque ela considera bundão uma coisa muito vulgar. Faria isso por vaidade, pois acredita que, na prática, não faz a menor diferença para os homens se a mulher tem 90cm ou 120cm. Eu avisei que ela é banana.

Essa questão da vulgaridade quase a deixa doente. Ela não se conforma de que a rafuagem ganhe tanto espaço na imprensa, incentivando um monte de menininhas a também rebolarem no pátio da escola. Ela morre de vergonha ao ver a mãe da Mulher Melancia dizer para um repórter que sente muito orgulho de ter uma filha vitoriosa. Ela se pergunta: pelamordedeus, não existe ninguém pra avisar essa gente que eles perderam o senso do ridículo? A Mulher Banana é totalmente sem noção, coitada.

A Mulher Banana não se dá conta de que há pouco assunto para muito espaço na mídia. Não há novidade que chegue para preencher tanto conteúdo de internet, tanta matéria de revista, tanto programa de tevê, e é por isso que qualquer bizarrice vira notícia. Sem falar que, hoje em dia, tudo é cultura de massa, tudo é passível de análise para criarmos uma identidade nacional. Não, não, não pode ser!! Pode, Mulher Banana.

A Mulher Banana, como o próprio nome diz, é ingênua, inocente, tolinha. Ela acredita que o discernimento nasceu para todos e que ser elegante vale mais do que ser ordinária. É boba, mesmo. Não no mercado das mulheres hortifrutigranjeiras, minha cara. Aliás, mercado ao qual você também pertence. Banana.

A Mulher Banana ainda se choca com certas imagens, com certas fotos. Não que ela não acredite no que está bem diante do seu nariz (já sondei e não tem parentesco algum com a Velhinha de Taubaté). Ela vê, ela sabe, ela está bem informada. Só que não consegue tirar isso pra piada, não leva na boa, não passa batido: ela é tão banana que se importa!!

Aviso desde já que a Mulher Banana não tem empresário, não posa para sites eróticos, não dá entrevistas e muito menos aceita sair de dentro de um bolo gigante usando só um tapa-sexo. Ela é banana. Vai morrer sem dinheiro, só é rica em potássio. E não pense que é movida à inveja. Se fosse, invejaria a bundinha da Gisele Bündchen, que também andou à mostra esta semana e tem um tamanho bem razoável. A Mulher Banana, tadinha, ainda sonha com um padrão estético razoável e um comportamento social menos nanico. Não pode ser brasileira! Mas é, conheço-a como a mim mesma.


“Todo sentimento precisa de um passado pra existir
O amor não
Ele cria como por encanto
Um passado que nos cerca
Ele nos dá a consciência de havermos vivido anos a fio
Com alguém que há pouco era quase um estranho…
Ele supre a falta de lembranças
por uma espécie de mágica…”

Poema de Benjamin Constant


“…Vem eu sei que tá tão perto
E por que não me responde
Se também tuas esperas
Te levaram pra bem longe
É longe esse lugar
Vem nunca é tarde ou distante
Pra te contar os meus segredos
A vida solta num instante
Tenho coragem tenho medo sim
Que se danem os nós…”


“O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.

Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis.”

Fernando Pessoa

END & DRY

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...